Um caso de maus-tratos a animais envolvendo um coronel aposentado do Exército Brasileiro chocou e revoltou os ativistas pelos direitos dos #Animais de São Paulo. Segundo o Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal, foram encontrados, nesta última quarta-feira (5), pelo menos 60 cães e gatos, em situação deplorável na casa do idoso, de 64 anos, localizada no bairro Guarani, em Campinas (SP).

O Coronel da reserva foi levado ao 1º Distrito Policial por desacato, após agredir um guarda municipal que foi até a residência do idoso por causa das denúncias de vizinhos que não suportavam mais o mau cheiro dos animais.

A Guarda Municipal decidiu realizar vistorias nos outros imóveis de propriedade do aposentado, um deles localizado Jardim Chapadão, onde foi encontrada uma ossada de cães.

Publicidade
Publicidade

Além das ossadas, foram encontrados mais animais com sinais de maus-tratos, com doenças contagiosas, entre eles um cachorro supostamente com cinomose (doença grave que acomete os cães). Segundo os agentes da corporação que estiveram lá, a casa estava muito suja, sem ração.

Os vizinhos do referido imóvel informaram que já tentaram diversas vezes, e sem sucesso, conversar com o homem, mas ele sempre se negava a entregar os animais. Uma vizinha disse que ele tinha um cachorro paralítico que se arrastava. Ela, então, com pena do cão, conseguiu uma pessoa para cuidar do animal, mas ele não teria aceitado.

Além das casas que ficam nos bairros de Chapadão e no Guarani, o idoso tinha outros cães e gatos também doentes, em seu apartamento no Botafogo. Lá os animais se encontravam em total estado de abandono, pois ficavam guardados em espaços insalubres, sem alimentação, sem iluminação, com vasilhas de água imundas.

Publicidade

Foram encontrados, inclusive, cachorros mortos.

O aposentado, por sua vez, se defendeu das acusações de maus-tratos e disse que ninguém reconhecia tudo que ele fez pelos seus animais e informou que estava tentando produzir a menor raça de cachorro do mundo. Ativistas pelos direitos dos animais se manifestaram dizendo que isso se trata de um caso de uma pessoa doente, que tornou-se acumulador de animais. E que a família dele deveria tomar providências.

O idoso já teria sido proibido pela Justiça de pegar outros animais e colocar no apartamento de Botafogo, pois os vizinhos não suportam mais conviver com riscos de contrair doenças e mau cheiro constante. #Crime #Direto