Um #Crime chocou o Brasil nesta terça-feira, 2. Uma jovem de 15 anos e que estava em uma gestação de seis meses sofreu um #Estupro coletivo na cidade de Uruçuí, ao sul do Piauí. O crime por si só já é bárbaro, mas os requintes de crueldade assustam muito mais. Seu namorado, Flaviano da Silva Marinho, de 19 anos, foi morto em sua frente e os assassinos em breve estarão de volta à sociedade, pois os três são menores infratores. Os três acusados pela barbárie foram presos e confessaram os crimes.

Conforme o relato do delegado que cuida do caso, primeiro eles estupraram coletivamente e várias vezes a menina grávida. Logo depois, decidiram arrancar a cabeça de Flaviano da Silva, namorado da #menor, que havia sido amarrado.

Publicidade
Publicidade

Após a degola, os menores jogaram o corpo do homem no rio. Na conversa com o delegado, um dos menores afirmou que foi feito um vídeo no momento em que eles degolavam o rapaz.

'Eles abordaram o casal em uma ponte da cidade e os conduziram para um matagal próximo.', disse o delegado.

Então a moça disse também ao delegado que, após a sequência de crimes, os menores criminosos a liberaram. Ela então saiu correndo e conseguiu abordar e contar o caso para policiais de uma viatura que passava próximo ao local. Os jovens tentaram fugir, mas foram encontrados.

O site de notícias G1 procurou a Defensoria Pública, mas ela ainda não está a par e não elaborou defesa para os adolescentes, um de 13 anos, e dois de 16 anos. O Conselho Tutelar também foi procurado pela reportagem e, apesar de já terem tomado conhecimento do caso, ainda não haviam adotado nenhuma medida para acompanhamento dos três assassinos.

A arma do crime, uma faca de churrasqueiro, foi encontrada, segundo o delegado Bruno Ursulino, na casa da namorada de um dos adolescentes apreendidos.

Publicidade

Também foram recolhidos celulares dos meliantes, com o objetivo de resgatar as possíveis imagens do momento do crime.

Como os adolescentes confessaram, não resta mais dúvida. Segundo os depoimentos, o crime era inicialmente roubo, que evoluiu para um latrocínio seguido de estupro.

Como não há unidade de internação de menores no município, o delegado solicitou a remoção dos criminosos para Teresina, que aconteceu no final da tarde desta quarta-feira, 3.

O corpo do rapaz, que foi lançado no rio Parnaíba, foi encontrado nesta quarta-feira, 3, às 9h30, já nas margens. Pescadores que auxiliavam nas buscas avistaram o corpo e acionaram a polícia.

Qual a sua opinião sobre reduzir a maioridade penal no país? Deixe seus comentários.

Assista à reportagem,