Um bebê nasceu de parto de emergência depois que a mãe foi baleada em Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O crime aconteceu na última quarta-feira (10).

Segundo o Delegado que chefia as investigações, Edimar Machado, o principal suspeito é o ex-namorado da vítima.

Entenda mais sobre o crime

O #Crime aconteceu em uma rua de chão batido, no bairro Intersul em Alvorada.

Mariana Freitas Rodrigues, de 17 anos, estava grávida de quase 9 meses .

Os parentes da vítima disseram à #Polícia que ela havia recebido uma ligação telefônica do ex-companheiro, para conversar ao lado de fora da casa dela.

Quando Mariana saiu de casa, começou uma discussão.

Publicidade
Publicidade

Os vizinhos da rua ouviram o barulho de um tiro e quando foram verificar o que tinha acontecido, viram que a vítima havia sido baleada na cabeça.

Os moradores mais antigos da rua conheciam a família e disseram que todos estavam muito felizes e na expectativa do nascimento do bebê.

Uma testemunha disse que há alguns dias viu que Mariana estava animada, arrumando o enxoval do bebê.

A adolescente chegou ao hospital de Alvorada já sem vida. A equipe que fez o parto agiu rápido para tentar salvar o recém-nascido.

Parto de emergência

Juliana Caran, Coordenadora do Setor de Obstetrícia do Hospital, disse que a equipe do hospital já havia sido alertada pelo SAMU, de que havia batimento cardio-fetal, ou seja, que aparentemente o bebê conseguiu sobreviver durante o trajeto até o hospital.

Assim, realizou-se prontamente uma cesárea pós-mortem, que seria a única condição e esperança para que o bebê tivesse alguma condição de sobreviver.

Publicidade

Segundo o hospital, até o momento, o bebê se encontra estável quanto à saúde.

A família da jovem estava muito abalada e evitou a imprensa. Segundo informações, o pai da adolescentes passou a noite toda no estabelecimento de saúde e foi atendido por um grupo de psicólogos da instituição.

Um familiar não identificado afirmou que toda a família está assustada e consternada com a situação.

A hipótese mais forte apurada pela Polícia Civil é de um crime passional. O principal suspeito é um jovem de 18 anos, não identificado, que foi namorado da garota. Ele não era o pai da criança.

Veja o vídeo com detalhes do caso:

O suspeito fugiu do local depois do cometimento do crime e a polícia pede a ajuda da população sobre mais informações de onde encontrá-lo, para que ele possa responder por esse crime tão bárbaro. #homicídio