Mais um caso envolvendo meliantes, que viram uma nova forma de arrecadar dinheiro facilmente, aconteceu. Dessa vez o crime foi no Rio Grande do Sul.

Amanda Estéfani Borges, de apenas 23 anos, acompanhada de um homem não identificado, foi presa e acusada de roubar um motel, situado no bairro Parthenon, na Zona Leste de Porto Alegre, no início de abril. A suspeita foi detida nesta semana.

Essa é uma história de crime e traição.

Flagra: câmeras de segurança

A meliante foi flagrada juntamente com um homem por câmeras de segurança do estabelecimento comercial, que capturou o momento em que a dupla chega a pé e entra no motel, por volta das 3h da madrugada.

Publicidade
Publicidade

Eles pedem um quarto. Em seguida, a recepcionista abre o portão e os dois entram.

Conforme o vídeo abaixo, é possível verificar que, ao sair do motel, o casal invade a recepção. O homem vai diretamente ao caixa e começa a roubar o dinheiro. Ele ainda bagunça o local, procurando por mais pertences de valor.

Não satisfeito, o homem leva até mesmo as moedas que estão no balcão e ainda pega uma caixa e enche-a com bebidas que estão na geladeira. Alguns minutos depois, o casal sai do motel andando, como se nada tivesse acontecido. A dupla roubou aproximadamente R$ 1 mil, além das bebidas.

Em depoimento à #Polícia, Amanda confessou o crime, contando que estava sob efeito de drogas quando cometeu o delito. Disse, ainda, que conheceu o outro suspeito no mesmo dia, em uma festa que ocorreu no Centro de Porto Alegre.

Publicidade

O casal, então, decidiu ir ao motel e teve a ideia de cometer o crime enquanto estava dentro do quarto.

Os dois ocuparam uma das suítes do motel durante, aproximadamente, uma hora.

Na saída, renderam uma funcionária que trabalha na recepção e anunciaram o assalto. O homem estava armado.

Segundo a vítima, que passa bem, Amanda pediu o tempo todo que o homem atirasse na refém e relatou um índice absurdo de agressividade vindo da criminosa.

O delegado que investiga o caso, André Mocciaro, confirmou que Amanda pedia que o companheiro, que estava munido de arma de fogo, atirasse na recepcionista e completou que a mulher é "agressiva demais".

A meliante já tinha antecedentes criminais por furto e #roubo.

Agora a polícia pede a ajuda da população para prender o co-autor do crime.

Traição

A prisão de Amanda foi bem peculiar. A mulher foi presa enquanto tentava fazer a visita ao verdadeiro marido, o qual estava preso em um estabelecimento penal de Porto Alegre já há algum tempo.

Ao que tudo indica, Amanda ainda traiu o marido com o comparsa com que realizou o assaltou ao motel.