O site de notícias Gazetaonline noticiou hoje (20), que uma criança de apenas dois anos de idade morreu depois de ter sido estuprada pelo padrasto em Cariacica. Além de ter sido abusada sexualmente, a criança também teria sido torturada. Fabiane Isadora Claudino ainda chegou com vida ao hospital, mas, infelizmente, acabou por falecer na noite de sexta-feira. O autor do crime fugiu e está sendo procurado pelas autoridades.

Foi por volta das 21 horas de quinta-feira (18) que a pequena Fabiane entrou no pronto atendimento de Alto Lage, em Cariacica. A menina apresentava várias lesões na cabeça e, devido à gravidade dos ferimentos, acabou por ser transferida para o hospital infantil, onde acabou morrendo.

Publicidade
Publicidade

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa revelou que as causas da morte da criança foram trauma craniencefálico e que Fabiane tinha também marcas de ter sido mordida várias vezes. Depois de um exame mais profundo, as autoridades chegaram ainda à conclusão de que Fabiane foi também vítima de #Estupro.

Ainda, durante a última sexta-feira, Lorenzo Pazolini, o delegado do DPCA, decidiu instaurar um inquérito para fazer a investigação do crime. Entretanto, uma tia da criança, Taís Costa, falou ao Gazetaonline que a menina, sempre que a irmã mais velha estava na escola, ficava em casa na companhia do padrasto. No dia em que a tragédia aconteceu, Fabiane ficou com o alegado estuprador até a noite, hora em que a mãe chegou do seu trabalho.

Taís contou ainda que foi a irmã quem percebeu que algo de errado se passava com a menina, uma vez que quando chegou da escola viu a criança mole e vomitando.

Publicidade

De imediato, a mãe da menina e o padrasto seguiram com ela para o Pronto Atendimento de Alto da Lage e depois para o Hospital Infantil. Após a entrada de Fabiane no Hospital, o padrasto desapareceu.

Tais revelou ainda que o padrasto nunca foi bom para a menina. Segundo ela, o marido da sua irmã, reprimia-a regularmente, sempre que ela corria ou gritava e que, talvez por isso, Fabiane andava triste constantemente. A tia da criança, que está muito revoltada com o que aconteceu, afirmou ainda que acha que a irmã também tem culpa no crime. Ela testemunhou ao Gazetaonline que Fabiane aparecia de vez em quando com marcas no corpo e que ela confrontava a irmã, no entanto, a mãe da menina sempre negava e tentava encontrar desculpas.

Polícia divulga foto

Ao início da tarde de hoje, a polícia divulgou a foto do suspeito do crime. O nome do acusado é Michael Lelis, tem 28 anos e é suspeito de ter estuprado e torturado a menina de apenas 2 anos. O homem não tem antecedentes criminais, mas é considerado um foragido e, por isso, já foi expedido um mandado de prisão contra ele. A polícia conta com a ajuda da população.

Qual a sua opinião? Acha que esse crime podia ter sido evitado? Acha que a mãe também deveria ser acusada de cumplicidade? Escreva a sua opinião nos comentários! #Abuso Sexual #Violência