Um áudio que está circulando pelas redes sociais referente a um fato ocorrido em Santa Luzia, região metropolitana de Belo Horizonte, está causando pânico entre os moradores. A informação de que crianças do aglomerado das antenas do Bairro Palmital tenham encontrado balas recheadas com chumbinho deixou muita gente preocupada na cidade.

Segundo Anna Paula Pereira, que divulgou o áudio em grupos do WhatsApp, uma mulher identificada como Lidiane revelou que no último fim de semana, deixou os filhos brincarem junto aos amigos em um dos becos do bairro e foi surpreendida com a notícia de que haviam encontrado várias balas recheadas com chumbinho - balas da marca Lilith.

Publicidade
Publicidade

No áudio que circula nas redes sociais, a jovem dá detalhes dos becos em que as balas foram encontradas. "As crianças encontraram as balas no beco k no aglomerado das antenas no bairro Palmital". Bairro que fica em Santa Luzia, há cerca de 30 km da capital Mineira. A jovem ainda cita o Jogo #Baleia Azul como alerta às mães durante o áudio. Ela deixa a entender que o jogo pode estar por trás da tentativa de contaminação.

A publicação da jovem no Facebook teve mais de 3 mil compartilhamentos em poucas horas, fazendo com que a informação se espalhasse rapidamente.

Boato

Apesar da riqueza de detalhes do áudio divulgado nas redes sociais da cidade, uma breve pesquisa no Google mostra dezenas de notícias sobre o mesmo fato, e todas descritas como boatos.

Em Limeira, um jovem que jogava Baleia Azul foi apontado como autor de um artigo viral, informando que havia um grupo de homens espalhando balas com chumbinho pela cidade.

Publicidade

O boato foi desmentido pela imprensa pouco depois.

Em Ipatinga, na zona da mata mineira, outro caso ganhou repercussão nacional após ser compartilhado nas redes sociais a informação de que uma criança estaria internada no hospital após consumir a bala contaminada. O jornal "Estado de Minas" divulgou também um artigo descrevendo o pânico vivido pela população da cidade mineira de Ipanema frente a um áudio divulgado nas redes sociais denunciando contaminação de crianças por balas encontradas nas ruas.

Enfim, são inúmeros os relatos de pessoas que supostamente foram contaminadas por balas recheadas de chumbinho. Em todos os casos houve a constatação de que se tratava de um boato.

Na cidade de Santa Luzia, o portal local "Vitrine Santa Luzia" descreveu a denúncia como boato, já que a equipe do informativo não encontrou os denunciantes para esclarecer o fato.

Um vídeo com o áudio da denúncia foi divulgado na conta do portal no Youtube. Ouça:

#Sociedade #Crime