O homem que chocou o Brasil, depois que sua esposa gravou um vídeo dele ameaçando moralmente e agredindo fisicamente sua mãe idosa, de 84 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira (26). O homem, de nome Roberto Elísio Coutinho, foi flagrado agredindo verbal e fisicamente sua própria mãe deu entrevista à Rádio Mirante AM e se diz arrependido. Mas ele tinha a resposta na ponta da língua. Ele disse que tem problemas de saúde mental e ainda falou que o vídeo foi editado e não mostra toda a sua verdade.

Ele, curiosamente, estava sumido desde quando o vídeo repercutiu, na noite desta quinta (25). Entretanto, policiais fizeram várias buscas e conseguiram encontrar o homem numa residência em Raposa, município da Região Metropolitana de São Luís (MA).

Publicidade
Publicidade

E a esposa dele fez os registros. Ela não teve o nome revelado. A senhora idosa foi encaminhada ao IML (Instituto Médico Legal) para exames de corpo de delito.

Roberto é bacharel em Direito e disse que há cerca de 20 anos vive por conta de cuidar de sua mãe. Desde que seu pai faleceu, ele alega ter, inclusive, largado o emprego, para cuidar da mãe idosa. Ele ainda disse que irá comprovar que os vídeos são falsos e vai esclarecer toda a verdade. Segundo ele, as edições deixaram o vídeo de uma forma que não é exatamente como tudo aconteceu. E ele culpa a imprensa de noticiar o filho que bate na mãe, porque isso vende matéria. Mas não é isso que aconteceu, em sua versão. Mas, lembrando, ele pediu desculpas pelas agressões e alegou ter problemas mentais. E segundo, ainda sua versão, esses problemas mentais alteram seu humor e foi por isso que cometeu as agressões.

Publicidade

Roberto falou que a sua doença mental está no início e que ele não está tratando.

Em suas confusas afirmações, ele disse, depois de mudar o tom, de que o vídeo estava editado, para a doença mental como responsável pelas cenas, ele ainda disse que apenas existem duas opções para acontecer o que foi visto no vídeo. Primeiro, ou o sujeito não tem nenhum respeito e amor pela mãe, ou o sujeito é maluco e passa por problemas mentais. Ele se autoenquadra na segunda opção, a de doente mental.

A senhora será deixada com o neto, o filho de Roberto e ele disse que será internado para tratar a sua loucura. Cabe ressaltar que, para que isso aconteça, ele terá que passar por uma avaliação de um perito psiquiátrico e apenas depois poderá ser enquadrado como inimputável, ou seja, incapaz de avaliar seus atos. Neste caso, se fosse condenado, iria cumprir pena em um hospital psiquiátrico, ou até mesmo em casa, aos cuidados de um especialista. O homem foi capturado e preso.

Reveja o vídeo com a crueldade contra a idosa:

#Idosos #homem batendo na mãe #Violência