Durante uma ação de rotina feita pela Polícia Militar de São Paulo, na madrugada da última terça-feira (30), o único irmão da estudante #suzane von Richthofen, presa em 2002 por encomendar o assassinato dos pais, foi capturado pelos policiais. Visivelmente alterado, Andreas von Richthofen, de 29 anos, foi pego no flagra enquanto tentava pular o muro de uma residência na região de Santo Amaro, zona sul da capital.

O homem, que é farmacêutico e Doutor em Química, apresentou sinais de uso de drogas ilícitas e usava roupas em mau estado durante a apreensão. Ele foi encaminhado para atendimento médico no Hospital Municipal do Campo Limpo, também na zona sul, onde está internado na unidade psiquiátrica.

Publicidade
Publicidade

Enfermeiras da unidade de saúde, que atenderam o rapaz, disseram que ele chegou ao local sujo, com roupas rasgadas e cabelo comprido. Além disso, o jovem tinha múltiplos ferimentos pelo corpo. De acordo com informações do portal UOL, Andreas deve ser transferido para uma casa de tratamento de usuários de droga particular pelo tio, Miguel Abdallah, que é médico e antigo tutor do jovem.

No ato de sua apreensão, Andreas passava por um surto causado pelo abuso das substâncias. Segundo a assessoria da Secretaria Estadual de Segurança Pública, o jovem foi encontrado pelos policiais, mas não houve nenhuma ocorrência criminal registrada em seu nome. A prefeitura de São Paulo afirmou que não vai fazer pronunciamento sobre o caso por se tratar de um drama pessoal.

De acordo com uma reportagem do jornal Extra, Andreas frequentava a Cracolândia, na região central da cidade.

Publicidade

Sua apreensão foi feita durante os trabalhos da PM que, a pedido da prefeitura, tem abordado e encaminhado usuários de drogas que vivem na região para hospitais municipais. A operação tem o intuito de dar fim ao local, conhecido por abrigar dependentes químicos. No entanto, o rapaz foi encontrado pelos policiais na região sul de São Paulo, onde não há registro de ser um ponto de encontro para usuários de drogas.

O Jornal O Globo teve acesso ao prontuário de Andreas e revelou em uma publicação em seu site que o jovem passou por atendimento psiquiátrico no hospital no qual foi internado e a médica de plantão registrou no documento que o paciente havia abusado de substâncias ilícitas, o que o levou ao comportamento confuso e por vezes, agressivo.

Crise familiar

Aos 15 anos, Andreas presenciou a morte de seus pais, Marísia e Manfred von Richthofen, assassinados a mando de sua irmã mais velha, Suzane. O #Crime foi executado pelos irmãos Daniel, na época namorado de Suzane, e Christian Cravinhos.

Publicidade

Ambos foram condenados a 39 anos de prisão pelo crime cometido em 2002.

Sendo o único herdeiro da família, após uma longa disputa judicial que deserdou Suzane, Andreas esteve sob tutela do tio Miguel Abdalla até que completasse a maioridade. O jovem cursou a faculdade de farmácia e tornou-se doutor em Química Orgânica, pela USP (Universidade de São Paulo). Sem dar declarações à imprensa sobre a morte dos pais e a prisão da irmã, o rapaz fez questão de manter sua vida longe da mídia por todos esses anos. #Famosos