O #Padre Antônio Bernardo dos Santos, que tinha a função de ser o vigário paroquial da Catedral de Palmeira dos Índios, em Alagoas, foi oficialmente afastado do seu cargo depois de ver fotos íntimas suas se tornarem virais e muito polêmicas. Tal como informa o site “Folha Max”, o Antônio Santos conheceu a decisão em nota assinada pelo vigário geral da Diocese do município, padre Wendell Assunção Gomes.

O processo contra Antônio Santos vai agora seguir em segredo de justiça, sendo que a decisão final vai ser dada no Vaticano, mais precisamente através do #Papa Francisco. Foi com bastante surpresa que algumas fotos muito comprometedoras do conhecido padre Antônio Bernardo dos Santos, que tinha uma função muito importante na comunidade, foram compartilhadas massivamente.

Publicidade
Publicidade

Ele aparece em um clima de enorme cumplicidade, em cima da cama, e deitado no peito de um dos jovens sorrindo para a câmara e dando a entender que naquele momento algo que vai contra os princípios da sua religião teria acontecido.

Apesar de nenhuma relação sexual ou imprópria se ter confirmado, a verdade é que a diocese considerou que havia motivos mais do que suficientes para afastar imediatamente Antônio Barros da sua função. Como garante o site “Folha Max”, o processo está agora respeitando o conjunto de leis e regulamentos canônicos.

Será necessário aguardar que a instância superior à diocese, mais precisamente o Papa Francisco, no Vaticano, possa resolver essa enorme polêmica e, muito provavelmente, definir qual será o futuro do padre em questão na sua carreira enquanto evangélico.

Ao que tudo indica, essa não é a primeira vez que o padre Antônio Barros está envolvido em polêmicas e escândalos durante sua carreira.

Publicidade

Antes de ser transferido para Palmeiras dos Índios, algo já tinha acontecido na Igreja Matriz São Francisco de Assis, no Povoado Barragem Leste, em Delmiro Gouveia.

Nas redes sociais, muitos brasileiros, sobretudo católicos, consideram essas fotografias uma vergonha e um insulto para todos os cristãos e os padres devotos, exigindo que, além do afastamento, o Vaticano possa decidir afastar de vez o padre brasileiro das suas funções na igreja cristã. Resta agora aguardar para que o processo seja finalizado e, muito provavelmente, as fotos comprometedoras e íntimas sejam analisadas no outro lado do Oceano Atlântico.

Pensam que o padre Antônio Barros vai mesmo ser afastado das suas funções na Igreja? O que acham dessas fotos íntimas na cama com outros dois jovens? Deixe sua opinião embaixo. #Pedofilia