Golpistas e hackers estão utilizando o Facebook para aplicar golpes em pessoas que buscam comprar presentes no Dia das Mães. Os cibercriminosos se aproveitam de datas especiais para lucrar de forma ilegal.

Dia das mães e os golpes no Facebook

Nos dias atuais, é necessário ser cauteloso ao usar a internet, em função dos hackers e golpistas que se utilizam até mesmo de datas especiais, como o Dia das Mães, para lucrar indevidamente. Os hackers estão sempre atentos a essas datas e usam todas as oportunidades possíveis para poderem enganar as pessoas.

Por essa razão, é necessário advertir a todos quanto aos possíveis riscos a que estão expostos, ao comprarem produtos na internet de forma errônea.

Publicidade
Publicidade

E, quando as pessoas estão cientes dos riscos que correm, é necessário passar o alerta adiante, a fim de prevenir que outros internautas estejam expostos a riscos desnecessários, aumentando, assim, a proteção contra aos golpes que estão ocorrendo com alta frequência na internet.

Neste Dia das Mães, têm aparecido centenas de casos em que golpistas utilizam fan pages falsas, divulgando marcas famosas, como Casas Bahia, Ponto Frio e Lojas Americanas. Os golpistas utilizam dessas datas especiais, principalmente pelo aumento de #compras online. Assim, aproveitam para lucrar de forma ilegal, aplicando golpes e, consequentemente, gerando altos prejuízos financeiros.

Como o golpe acontece

Nas páginas, são exibidos produtos, com preços atrativos, para induzir o cliente à compra. Dessa forma, quando o cliente clicar no link, será direcionado a um site falso, onde irá colocar suas informações pessoais e de pagamento, como conta bancária.

Publicidade

Assim, o golpista irá obter o lucro e o cliente não irá receber o produto desejado.

Para evitar que sejam descobertos, os cibercriminosos orientam os compradores a comunicarem-se por intermédio de conversas privadas nas redes sociais, e não por contato direto com a loja. Consequentemente, os próprios golpistas são os que respondem aos compradores, incentivando-os a continuar comprando.

O que fazer para que isso não ocorra?

Neste caso, a solução recomendada é não clicar em links desconhecidos e, caso clicar, fechar imediatamente. É preciso partir direto para os sites oficiais das lojas, caso a pessoa esteja interessada em efetuar a compra de algum produto, ou até mesmo, efetuar a compra em alguma loja física, a fim de evitar possíveis golpes.

Diante disso, vale o velho ditado que diz: "Quando a esmola é muita, o santo desconfia". Ao ver ofertas muito atrativas, chamativas e sensacionalistas, é essencial precaver-se, não acreditando previamente, principalmente se não for algum produto proveniente do site oficial de sua marca. #Golpe #É Manchete!