Crimes acontecem todos os dias, mas alguns acabam chamando muito a atenção da mídia. Infelizmente, muitos deles até envolvem pais e filhos. Eles são verdadeiras tragédias familiares. Em Goiânia, capital do do estado de Goiás, por exemplo, um DJ famoso foi morto há seis meses. A investigação policial acabou revelando um segredo nefasto em família. A filha dele pode estar por trás de seu assassinato. O DJ Elpídio Quirino dos Santos Filho, de 41 anos, foi assassinado à queima roupa.

Plano macabro

De acordo com uma matéria publicada pelo portal de notícias G1, a Polícia Civil de Goiás garante que a filha do profissional da música, de apenas 16 anos, seria a responsável por dar cabo à vida do profissional.

Publicidade
Publicidade

Ela ainda viu tudo de perto, pois estava ao lado de seu namorado quando tudo aconteceu.

Namorado menor teria recebido R$ 5 mil para realizar o crime

A garota, que não teve o nome revelado, teria pago o próprio namorado para realizar o #Crime. O menino, de apenas 15 anos de idade, teria recebido R$ 5 mil. Um outro jovem, de 25 anos, também teria recebido parte do dinheiro para participar da ação criminosa. Por ser menor de idade, a jovem e o seu companheiro não podem ser presos, mas foram internados pelo juizado da infância, como explica a matéria do G1. Em contato com o portal, um responsável pela delegacia de homicídios da região revelou que o casal foi encontrado na região de Caldas Novas, e, posteriormente, apreendido.

Prisão e possível novo envolvido

O criminoso mais velho já foi preso.

Publicidade

A prisão dele - que ocorre no chamado modo temporário - aconteceu na última quinta-feira (25). Segundo a polícia, o jovem preso dirigia o carro que foi utilizado para cometer o assassinato. Um terceiro menor de idade também pode ter participado da ação, mas ainda não há explicações sobre qual seria a participação dele no episódio.

Relembre o crime que chocou Goiás

O DJ Elpídio Quirino foi morto no dia 25 de novembro do ano passado. Ele estava ao lado da filha, quando chegava na casa da mãe. Foi nesse momento que os criminosos abordaram o homem. Ele levou três tiros, mas a sua filha menor de idade não foi atingida por nenhum dos disparos, o que causou estranheza na polícia desde já. O músico estava prestes a inaugurar uma boate em Goiânia. Ele ainda era pai de outra menina. Além de trabalhar como DJ, o profissional também alugava parte dos seus equipamentos para outros profissionais da música.

Reação da família e sem culpa

A família ficou chocada com a informação da participação da filha no crime. Ela não teria negado sua autoria, como foi dito em uma coletiva da polícia feita a jornalistas nesta segunda-feira (29). Veja abaixo uma foto que mostra o DJ falecido. Ele tem feito muita falta no cenário musical de Goiás, onde era famoso e reverenciado.

Deixe o seu comentário. Ele é sempre muito importante para todos nós e ajuda no diálogo de temas importantes para a sociedade.