Infelizmente, casos de abusos sexuais [VIDEO]são muito comuns no Brasil e no mundo. Algumas pesquisas alegam que a violência sexual muitas vezes é praticada por quem está mais perto das vítimas e, na verdade, apenas deveria defender essas pessoas. Neste domingo (7), dois homens foram presos, acusados de estuprar a mesma mulher, na pequena cidade de Pau de Ferro, no estado do Rio Grande do Norte. O que surpreendeu mais negativamente no crime foi que os suspeitos de terem feito a ação teriam proximidade com a mulher violentada. Um deles, inclusive, seria filho dela. A notícia foi dada por diversos portais regionais.

A mulher, que não teve o nome identificado, tem quarenta e nove anos de idade e o estupro aconteceu na casa dela.

Publicidade
Publicidade

Os homens que a abusaram, não tardou, acabaram presos. Os acusados de tamanho #Crime bárbaro são José Fernando Galdino, de dezoito anos, e Francisco Dantas da Silva, de trinta e dois anos. Eles usavam apelidos para se comunicar, como é comum em facções criminosas. José também era conhecido como 'Sapinho', já seu amigo, Francisco, também era chamado de 'Cenildo'. Apenas um detalhe diante da tamanha ameaça e agressividade que teriam cometido.

Sapinho, o filho da vitima, acabou surpreendendo a polícia, quando foi descoberto o parentesco. Tudo aconteceu quando ele recebia o amigo em casa. Cenildo foi convidado a visitar o colega e começou a sentir atração pela mãe dele. Ele teria passado a mão nas pernas da senhora. O rapaz, ao invés de defender sua mãe, ajudou Cenildo no crime. O amigo disse que queria ter práticas sexuais com a mãe de Sapinho e, a partir daí, o terror da dona de casa começou.

Publicidade

A mãe do rapaz ficou com medo da situação e apenas recusava qualquer ato libidinoso. No entanto, o filho a segurou por trás e mandou que o outro meliante concluísse o ato em sua frente. O problema é que eles acabariam se assustando com o que viria a acontecer em seguida. A mulher começou a sangrar e eles a colocaram em cima de um colchão. A marca de sangue pode ser vista pela polícia, que foi ao local. Os dois meliantes fugiram, com medo de que ela pudesse morrer.

Castigo não tardou a aparecer

Após o filho e o amigo fugirem do local, os vizinhos notaram algo errado e foram à casa da mulher, descobrindo que ela havia sofrido violência sexual. Ela foi levada para um hospital, onde foi socorrida e medicada. Os policias colheram o depoimento dela e, em seguida, efetuaram as prisões dos acusados, que na delegacia confessaram ser usuários de crack.