Nesta semana, um #Crime acabou chamando a atenção de todo o país. Uma menina de apenas quinze anos acabou sendo abusada sexualmente por três menos. O estupro coletivo aconteceu em uma cidade ao Sul do estado do Piauí, o município de Uruçuí. A adolescente, que estava grávida de seis meses, acabou sendo estuprada na frente de seu namorado, pai da criança. O rapaz foi identificado como Flaviano da Silva Marinho, de apenas dezenove anos. Ele foi morto pelo grupo de menores, após ver a cena. Flaviano teve o pescoço degolado e, em seguida, foi jogado em um rio da região. O seu corpo acabou sendo encontrado. Um vídeo, segundo a polícia, teria sido feito pelos rapazes mostrando o momento do crime.

Publicidade
Publicidade

Apesar do crime ser bárbaro e cheio de requintes de crueldade, os menores infratores em breve devem estar soltos novamente, mesmo sendo detidos e tendo confessado toda a ação. O caso ganhou grande repercussão no Piauí e agora também começa a ganhar o mesmo destaque em todo o território nacional. Em depoimento dado pelo delegado do caso à imprensa, o primeiro crime que ocorreu foi o do estupro coletivo da jovem grávida. Eles fizeram questão que o namorado dela visse tudo para apenas depois tirarem a cabeça dele com o uso de uma faca.

O jovem acabou sendo amarrado durante o momento que sua namorada era violada. Depois de terem arrancado fora a cabeça do rapaz, que seria pai pela primeira vez, os menores infratores tentaram se ver livre das provas do crime, jogando o cadáver de Flaviano da Silva em um rio da região.

Publicidade

"Eles abordaram o casal em uma ponte da cidade e os conduziram para um matagal próximo", explicou o delegado do caso à imprensa. Quem ajudou a polícia a entender o crime foi a jovem estuprada, que acabou sobrevivendo à ação. Após arrancarem a cabeça do namorado da menina e estuprarem ela por vários minutos, os meliantes decidiram liberar a vítima. Ela sai correndo o mais rapidamente que conseguia e, por sorte, encontrou um carro da polícia que estava no local. Graças a ele, os menores foram encontrados pelos agentes da lei e, posteriormente, acabaram presos.

Um dos sites que noticiou o caso, o portal de notícias G1, explicou que a Defensoria pública foi procurada, mas que até agora não haviam muitas informações sobre os menores. Dois deles tinham dezesseis anos e um treze anos de idade. Foi usada uma faca de churrasqueiro durante a empreitada. Nas redes sociais, muitos brasileiros pedem a condenação dos três.

Veja abaixo uma reportagem sobre o caso que está chocando o Brasil: