Um homem foi vítima de um #Crime horrendo e bárbaro, no complexo penitenciário do Ceresp (Centro de Remanejamento do Sistema Prisional). Ele foi estuprado por outros sete homens, que eram colegas de cela. A unidade está localizada na cidade de Juiz de Fora, que fica na Zona da Mata Mineira.

De acordo com o portal de notícias R7, o detento tem apenas 22 anos e foi identificado apenas como A. M. F. N., o abuso sexual aconteceu na noite desta segunda-feira (22). Saiba mais.

Violentado por sete homens

Segundo as informações colhidas pelo R7, o detento buscou ajuda dos agentes penitenciários na noite de segunda-feira, logo depois de ser estuprado, e relatou os abusos.

Publicidade
Publicidade

O jovem foi encaminhado para o serviço médico da unidade onde o #Estupro foi constatado.

Ameaçado de morte

De acordo com A. M. F. N., os abusos começaram dias antes e que foi ameaçado de morte pelos estupradores, caso os entregasse para os agentes penitenciários. Ele relatou que o último abuso aconteceu na noite de sábado (20), quando foi estuprado por sete homens, com idades entre 19 e 40 anos.

O detento relatou que foi imobilizado pelos colegas de cela e abusado por todos eles. Além do abuso o jovem relatou que vinha sendo humilhado há vários dias, os violentadores desenharam vários órgãos genitais masculinos em seu corpo. Ele conta que era ameaçado de morte constantemente e que não denunciou antes por medo de perder a vida. Contudo, pela quantidade de vezes que vinha sendo abusado sexualmente, ele se encontrava bastante ferido e com muitas dores.

Publicidade

Pronto Socorro

O detento precisou ser encaminhado para o Pronto Socorro da cidade. Lá ele foi atendido e constatou-se que ele havia sofrido dilaceração anal. Ele foi medicado e seu estado de saúde não foi informado. A vítima identificou cada um dos abusadores para a Polícia Civil, que está investigando o caso. A Seap (Secretaria de Administração Prisional) informou que foi instaurado um procedimento administrativo que vai apurar em que circunstâncias os estupros foram cometidos.

Crise no sistema carcerário brasileiro

O ano de 2017 começou com uma das maiores crises do sistema prisional brasileiro. Mais de 100 presos foram assassinados dentro de presídios em alguns estados do Brasil. Esse foi apenas mais um episódio trágico dentro da história das cadeias e prisões em todo o país. Superlotação, falta de agilidade da Justiça, corrupção e as guerras entre facções criam verdadeiros barris de pólvora. #Casos de polícia