Um homem foi preso pela polícia, acusado de um triplo homicídio, na manhã de quinta-feira (11), na comunidade de Terra Preta, em Monte Alegre, no oeste do Pará (PA). O suspeito de ter cometido o #Crime foi identificado pela polícia como Benonias do Esquerdo da Costa. Para a polícia [VIDEO], ele é o principal acusado de ter assassinado a sua esposa e mais duas crianças a golpes de faca, sem seguida, tentou o suicídio. As vítimas foram identificadas como Diane Gomes Moraes, de 34 anos, esposa do suspeito, Emanuele Gomes Monteiro, de 9 anos, e Richarlison Gomes Monteiro, de 6 anos, filhos da vítima.

Conforme informações, uma outra criança, identificada como Rian, de 2 anos, conseguiu escapar da chacina devido a ter se enrolado em um lençol e não foi visto pelo criminoso [VIDEO].

Publicidade
Publicidade

Conforme informações repassadas pela polícia, o suspeito, após cometer o crime, tentou se suicidar com uma facada no peito, mas não teve sucesso. Segundo o delegado Almir Alves, as vítimas foram golpeadas no tórax e no rosto, e o triplo assassinato aconteceu na residência das vítimas.

Conforme informações do tio da mulher, identificado como Anselmo Morais, a família da jovem acredita que o acusado cometeu o crime por ciúmes, pois Diana não queria mais morar com ele, após 6 meses de convivência. Anselmo relatou que, em uma conversa que ele teve com a sobrinha, ela havia relatado que iria se separar do suspeito e voltar para a sua residência, pois a casa onde ela foi assassinada era alugada. Conforme o tio da vítima, Diana era mãe de 5 filhos.

No dia do crime, um irmão da mulher foi até a sua residência para averiguar se as suas sobrinhas de 14 e 15 anos, haviam ido para a escola.

Publicidade

Ao entrar na casa, ele se deparou com os corpos das vítimas no chão. De imediato, ele acionou a polícia para comparecer no local, relatando que 3 pessoas da mesma família haviam sido assassinadas [VIDEO]. Quando os policiais chegaram ao local informado, já suspeitaram que o triplo homicídio teria sido praticado pelo esposo de Diana.

Logo após a polícia fez uma ronda na localidade e o sujeito foi encontrado com uma perfuração de faca no seu peito. Ele foi encaminhado para uma unidade médica da cidade, onde recebeu os atendimentos necessários para o caso. Após receber alta, ele foi preso e levado para uma delegacia da cidade. O tio da mulher relatou, antes do suspeito ser encaminhado para a delegacia da cidade, que mais de 500 pessoas tentaram invadir o hospital para linchar o indivíduo, mas a polícia não deixou. Conforme relatos da polícia, por medidas de segurança e para assegurar a vida do assassino confesso, ele foi transferido para Santarém. #Justiça #Casos de polícia