Infelizmente, alguns crimes continuam a acontecer no Brasil e no mundo. Mesmo sendo muito graves, eles voltam a se repetir e, no fundo, as autoridades não sabem muito bem lidar com esse tipo de atitude. Nesta quinta-feira (18), uma situação criminosa divulgada pelo G1 ganhou grande repercussão em todo o país. De acordo com o portal de notícias da Globo, um homem foi pego pela população que morava em um pequeno município do estado de Tocantins, o 'Sítio Novo do Tocantins', localizado na extremidade norte do estado. Segundo os moradores, o homem seria um ladrão. Ele teria roubado um aparelho telefônico de celular de uma mulher.

A vítima não teve o nome divulgado, mas sua idade foi revelada.

Publicidade
Publicidade

A assaltada teria 52 anos de idade. A polícia também foi chamada ao local, mas se surpreendeu com o que encontrou. O homem, que não teve o nome revelado, havia virado "vítima" dos moradores locais. Ele estava com os pés e mãos amarrados. O povo do pequeno município do Tocantins decidiu agir e exercer um poder de polícia contra o meliante. Por isso, os moradores amarraram o homem com uma corda. Além da cena inusitada, os agentes da lei também revelaram que o criminoso gritava socorro e pedia, por favor, que eles aparecessem rapidamente para salvá-lo.

É bom dizer que, apesar de atitudes criminosas levarem raiva às pessoas, agir com as próprias mãos pode ser considerado #Crime. Além disso, muitas injustiças podem ser cometida por quem age dessa maneira. O fato estranho envolvendo o ladrão e a população revoltada aconteceu na noite desta quarta-feira (17).

Publicidade

Segundo a vítima, o homem teria entrado em sua residência sem permissão e, em seguida, carregou dois aparelhos de celular dela.

'Passeio' com a polícia termina em desacato

Ao contar tudo o que havia acontecido para seus vizinhos, eles, rapidamente, conseguiram correr atrás do homem. A perseguição deu certo e os tocantinenses irados com a ação conseguiram segurar o suspeito, que não teve a identidade revelada. Após a polícia chegar e "salvar" o meliante do povo, ele ainda foi levado para um central especializada em flagrantes.

De acordo com a polícia militar, apesar do homem ter sido salvo pela PM, dentro do camburão, a caminho da delegacia de flagrantes, o meliante teria efetuado falas contra os militares, ocasionando o chamado desacato de autoridade. O homem estava com R$ 370 em espécie, um celular (que não foi informado ser o da vítima roubada), um relógio e um vidro de perfume.

Deixe seu comentário. Ele é sempre importante.