Policiais do 5º Batalhão da Polícia Militar prenderam, na noite desta quinta-feira (11), um menor de idade e um presidiário que havia sido liberado pelo sistema prisional com o benefício do #indulto do Dia das Mães, concedido pela Justiça, no último dia 09 de maio. Segundo o sargento Kelson, ambos foram pegos logo após assaltarem uma mulher quando saía da faculdade.

O presidiário, que atende pelo nome de Aquiles Alves, já havia sido preso por porte ilegal de arma, passou dois anos sob custódia, e recentemente foi beneficiado. Já o menor de idade foi apreendido diversas vezes por roubo de moto e celular.

Benefício

O benefício da saída para todos os presos do semiaberto se estende a 5 datas comemorativas:.

Publicidade
Publicidade

a) Páscoa;

b) Dia das Mães;

c) Dia dos Pais;

d) Dia das crianças;

e) Natal/ Ano Novo.

O benefício não se estende aos presos do regime fechado. A Lei de Execução prevê saída temporária para visitar a família, que pode ser concedida cinco vezes ao ano. O preso que não retornar até o prazo será considerado foragido.

O roubo

A vítima de roubo, relatou que os policiais foram rápidos e eficientes. Disse também que os meliantes a abordaram na saída de faculdade, e ameaçaram atirar pra matar, caso ela resolvesse reagir ao assalto. Levaram sua bolsa e celular. Assim que teve oportunidade, a vítima saiu correndo até achar socorro. Várias pessoas a ajudaram e chamaram a polícia em seguida. Os policiais fizeram busca pelo bairro junto com a vítima e encontraram os assaltantes. A vítima reconheceu os ladrões na hora, e conseguiu recuperar todos os seus pertences.

Publicidade

O crime ocorreu na Zona Leste de Teresina - Piauí.

Aquiles Alves, que estava se beneficiando da "saidinha" ainda tentou justificar os #assaltos que estava cometendo na região. Disse que é viciado em drogas, e que só estava roubando para comprar pedra (crack), mas que, fora isso, não está fazendo nada de errado. Finalizou dizendo que cometeu um erro, e que gostaria de ter uma chance, pois tem dois filhos, sendo um deles, recém-nascido. "Vou procurar uma clínica de reabilitação, estou indo visitar o Caps direito, fiz só esse erro e não vou errar mais, vou me tratar", prometeu o presidiário.

Segundo o sargento Kelson, o indulto é um absurdo, pois "coloca na rua mais de 200 presidiários". Um deles, acabou de sair da cadeia, e já foi fazer logo um assalto para sustentar o vício. A polícia passa meses tendo o trabalho de colocar os bandidos na cadeia, para que em poucos dias, eles saíam para cometer mais crimes. Também participaram da operação o cabo Jailson e o soldado Elson.

Veja o vídeo do momento da ocorrência.