Assuntos polêmicos, certamente, geram desavenças entre muitas pessoas. Alguns são vistos como verdadeiros tabus da sociedade. Um deles é o uso da maconha. Neste sábado, 6, aconteceu uma marcha pedindo que a droga seja liberada pelos governantes para consumo lícito. O ato aconteceu na parte mais importante de São Paulo, a Avenida Paulista, como mostra uma reportagem do site do portal de notícias G1. Essa já é a sexa manifestação em torno desse assunto que acontece na região.

Apesar do assunto, por si só, dar o que falar, uma manifestante chamou mais atenção até do que o protesto. Ela usou folhas da cannabis apenas como o tapa-sexo de seus seios e suas fotos viralizaram nas redes sociais.

Publicidade
Publicidade

Um internauta usou as redes sociais para se mostrar a favor do evento. Identificado como Kylee, ele lembrou que o que existe é uma demonização em torno da substância, enquanto outras drogas continuam sendo permitidas. "Não precisa nem falar nada. É só ver em cada rua em cada esquina pessoas fumando e curtindo a brisa de boa na paz sem arranjar confusão. Por isso, que queremos a legalização. A #Marcha da Maconha vai além das marchas, ela reflete a demonização constante que a Cannabis sofre e, por um breve momento, podemos discutir abertamente em via pública sem qualquer repreensão (desejo muito que continue assim)", escreveu ele.

Mas é claro que um assunto como esse também revolta muita gente, que não aceita a legalização da maconha, argumentando que ela aumentaria a taxa de criminalidade do país.

Publicidade

Um internauta de nome Miguel usou a página que divulga o evento para acusar a marcha de crime. "Vocês deveriam estarem na cadeia por apologia as drogas. Na Lei11.343/06 estabelece pena de um a três anos de prisão para quem: induzir, instigar ou auxiliar alguém ao uso indevido de droga. Já o Código Penal, prevê detenção de três a seis meses para quem fizer publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime", escreveu ele.

É bom lembrar que no Brasil a livre manifestação de pensamentos é permitida desde o fim do regime militar, no meio da década de 1980. O Supremo Tribunal Federal (STF), em 2011, ainda deixou claro que isso também é válido para temas como legalização da droga.

Veja abaixo um vídeo que foi feito ao vivo mostrando a 'Marcha da Maconha' em plena capital da maior cidade do país.

E você, o que achou das imagens? Deixe seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes.