A violência contra a mulher é constante no Brasil, um dos piores países para se nascer mulher no mundo. De acordo com dados revelados pelo Mapa da Violência Contra a Mulher, as terras tupiniquins são o quinto país mais violento com o gênero feminino. O estudo aponta ainda que todos os dias pelo menos 13 mulheres são assassinadas por aqui, uma média de suas mortes por hora, sendo as mais atingidas pela violência as pobres e negras.

E neste final de semana, uma moradora de Teresina, foi incluída nesta triste estatística. Solange Maria de Sousa tinha 43 anos e foi estrangulada pelo ex-companheiro, J.P.S., de 36 anos.

O homem assassinou Solange, que estava em sua casa, no Árvores Verdes, na sexta-feira, 5 de maio.

Publicidade
Publicidade

Para não pagar pelo #Crime, ele passou um fio elétrico em volta do pescoço da vítima e, então, colocou as pontas do fio nas mãos dela, para que parecesse que a mulher tirou a própria vida, se enforcando com as forças das próprias mãos.

O corpo dela só foi encontrado dois dias depois, no domingo (07), quando vizinhos chamaram a Polícia Militar devido ao forte cheiro que vinha de sua casa. Ao chegarem ao local e se depararem com aquela cena, os policiais desconfiaram que a Solange poderia ter se suicidado daquela maneira, e assim, passaram a procurar pelo ex-companheiro, que foi encontrado e, durante depoimento, confessou o crime.

Vítima de feminicídio

Para o coordenador da Delegacia de Homicídios, Francisco Costa, não há dúvidas de que Solange foi vítima de um feminicídio. Em entrevista a um canal de TV local, o responsável pela investigação afirmou que para ele o assassino cometeu um crime grave e cruel, não deixando chances para que a vítima pudesse se defender.

Publicidade

“Se trata de crime triplamente qualificado, além de que o suspeito ainda tentou esconder o corpo da mulher que morava sozinha, e só foi localizada devido ao intenso mal cheiro. Ele disse que matou porque era traído e não aceitava o fim da relação. As brigas eram constantes e, segundo ele, uma vez ela ateou fogo em todas as suas roupas. Foi um crime cruel, por motivo fútil e sem chances de defesa", comentou.

O que é feminicídio?

É chamado de feminicídio todo crime motivado pelo fato de que a vítima morreu por ser mulher. Diferente de um assassinato comum, a principal motivação do feminicídio está atrelada a questão de gênero. Homens que matam as esposas, namoradas por não aceitarem que elas queiram terminar a relação é um exemplo de feminicídio. Outro exemplo são homens que mantam ex-companheiras que não querem reatar, ou que começam novas relações. #machismo #Feminismo