A violência é hoje uma realidade em muitas famílias brasileiras. Alguns pais tentam fazer o melhor possível para que seus filhos não sejam convencidos por bandidos ou coisas parecidas, mas isso não é nem um pouco fácil. Na terça-feira (9), um caso que aconteceu em #Salvador, capital da Bahia, mostrou como até os laços de sangue são esquecidos no momento do crime.

Uma adolescente de 14 anos mandou matar o seu próprio pai por ele não aceitar que namorasse um traficante de drogas da região. A situação que mais parece filme aconteceu no bairro Engenho Velho de Brotas. A menina foi acusada de fazer uma verdadeira trama e criar uma organização responsável por matar o seu próprio pai.

Publicidade
Publicidade

A comunidade ficou chocada, assim que descobriu quem havia mandado matar o homem inocente, especialmente porque a garota tem apenas 14 anos. A menina foi levada pela polícia, após o pai dela ser encontrado morto com golpes de faca e machado.

O homem estaqueado, de 42 anos, foi identificado como Célio Marques. Testemunhas disseram que a suspeita acompanhou tudo a distância e que se divertiu com o #Crime. A garota não morava mais com o pai, mesmo tendo pouca idade. Ela estava residindo na casa de um irmão mais velho.

No entanto, a menor de idade, que não teve o nome identificado, tinha inúmeras discussões com o homem, que não aceitava o fato dela estar com um namorado traficante. Célio tentava alertar a filha para os perigos disso e se mostrava bastante descontente diante do que já era uma tragédia familiar.

Publicidade

O irmão mais velho da menina também era contra a relação, mas brigava menos com a garota.

A polícia informou que a jovem, antes de contratar a morte do pai, teria tentado fazer com que os dois fossem presos. Ela fez um registro de ocorrência contra os dois e disse que ambos a teriam tentado violentar sexualmente, estuprado.

Não demorou muito para que os investigadores percebessem que não houve nenhum estupro e descobrissem também que a menina, na verdade, queria deixar os traficantes da região enfurecidos, Com isso, eles poderiam passar a perseguir o seu pai e até matá-lo. No entanto, não deu tão certo esse plano e a adolescente logo deu um jeito de tramar outro.

De acordo com a polícia, a mãe da adolescente morreu quando ela tinha 2 anos de idade e quem assumiu a educação foi o pai, que era rígido e não deixava que ela se envolvesse com maus elementos. #AmorBandido