Ninguém está imune a uma desilusão amorosa. Não é fácil manter um relacionamento por muito tempo e, por vezes, fatos aparecem e são o suficiente para destruir qualquer namoro. No entanto, algumas pessoas não aceitam que esse tipo de ação é apenas uma consequência da vida. Na sexta-feira, 5, por exemplo, uma jovem de apenas 21 anos, identificada como Rat, acabou tendo uma desilusão amorosa com sua namorada. O casal lésbico estava morando há um mês junto na cidade de Phuket Town, na Tailândia. Imagens do que foi a tentativa de suicídio* de Rat foram divulgadas pela imprensa local.

Vários sites noticiaram o incidente, como o 'Gazeta de Phuket' e também o 'Nation Multimedia'.

Publicidade
Publicidade

Eles informam que, por volta das onze da manhã, Rat decidiu subiu no telhado do imóvel onde morava com a namorada e informou que ia pular.

Em entrevista ao 'Gazeta de Phuket', o representante da polícia na região, Komol Osiri, deu detalhes sobre o que aconteceu. De acordo com ele, quando a polícia chegou, a menina já estava sentada no telhado, dizendo que ia se jogar do prédio. Ele informou ainda que o trabalho dos agentes girou todo na tentativa de persuadir a mulher, a fim de que ela evitasse tomar uma atitude tão grave contra si mesma.

Enquanto alguns tentavam mandá-la não fazer aquela terrível atitude, outros montavam uma enorme estrutura, evitando que o suicídio da jovem fosse consumado. Eles montaram uma espécie de colchão de ar e fizeram até uma espécie de teleférico para tentar ajudar a garota, que teve uma desilusão amorosa.

Publicidade

Testemunhas da região afirmam que o casal lésbico teria brigado na noite anterior, mas que tudo parecia bem. A companheira de Rat teria ido ao trabalho, mas deixou uma carta para ela, avisando que tudo estava acabado.

No texto, ela dizia que não havia chances desse amor continuar. Foi por isso que, desesperada, Rat decidiu tentar se matar.

Apesar de todos os esforços das equipes que estavam no local, não foi possível evitar que a jovem se jogasse do prédio.

Ela foi levada para o Hospital Vachira Phuket, sem estar consciente. Não há detalhes sobre o estado de saúde de Rat, apenas que ela deixou o local com vida.

Serviço

*No Brasil, existe o trabalho do CVV, o Centro de Valorização da Vida. Contra práticas suicidas e pensamentos tristes, o grupo auxiliar pessoas de todo o país de maneira gratuita. Para entrar em contato e pedir ajuda, basta acessar o site do CVV ou ligar para o telefone 141. A ligação não custa nada e pode ser feita de qualquer lugar do Brasil. #Crime