Como sempre temos relatado, a violência dentro do lar tem crescido cada vez mais e os casos nos surpreende dia após dia. Desta vez um caso ganhou repercussão nacional, após ser divulgado um vídeo nas redes sociais o qual mostra o homem identificado como Roberto Elísio Coutinho, agredindo a sua própria #mãe, uma idosa de 84 anos de idade.

Roberto Elísio foi preso na manhã desta sexta-feira (26), dentro de sua residência na cidade de Raposa, localizada na região metropolitana de São Luís, no Maranhão.

Roberto foi indiciado pela Polícia Civil e o vídeo divulgado na internet serviu como provas da #agressão contra a própria mãe.

Publicidade
Publicidade

O vídeo foi gravado pela própria esposa de Roberto, que não teve sua identidade divulgada. A mãe do acusado foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) e passou por exames de corpo de delito.

“Foi de imediato a solicitação da prisão do acusado pelos crimes de tortura e lesão corporal, crimes que são garantidos pelo Estatuto do Idoso. Além de solicitar a prisão do mesmo, solicitamos também que membros da assistência social da promotoria fossem fazer um levantamento sobre o estado de saúde física e emocional da vítima. Vamos procurar saber se a idosa sofre por alguns problemas, se ela poderá ficar com outros parentes ou até mesmo encaminha-la a uma unidade de abrigo ao idoso”, afirmou José Augusto Cutrim, promotor de Justiça responsável pelo caso.

O acusado ainda foi entrevistado por uma rádio local e quando questionado o porquê das agressões contra a sua própria mãe, ele alegou passar por problemas de esquizofrenia e por esse motivo teria parcialmente agredido a sua mãe.

Publicidade

“Eu estou vivendo momentos muito difíceis na minha vida, eu sofro de uma doença. Eu iniciei a pouco tempo os meus tratamentos. Eu deveria estar melhor. Então vou da esclarecimentos a todos quando eu estiver em melhores condições, mas peço que ninguém me pressione agora. Eu poço garantir uma coisa, meus pais sempre foram e sempre serão as coisas mais importantes da minha vida. Meu amado pai perdi quando tinha apenas 20 anos de idade. A minha mãe já esta com 84 e temo perde-la”, afirmou Roberto.

Ainda segundo obtidas no blog local da Silvia Tereza, o agressor é muito conhecido no município e se relaciona muito bem com todos. Ele também estaria vivendo as dependências da pensão da mãe, que é uma ex-funcionária da Universidade Ceuma.

O vídeo se espalhou pelas redes sociais e causou tremenda revolta aos moradores da cidade, como também a todos em todo o Brasil.

Assista:

#filho