O pequeno estado do Acre, acaba de inaugurar o primeiro supermercado sustentável onde é possível comprar alimentos levando lixo reciclável. Inaugurado em março deste ano, na comunidade de Marechal Thaumaturgo, no estabelecimento cada quilo do material, vale R$ 0,50 centavos em #compras de mantimentos. Levando o lixo reciclável limpo e amassado, o cliente ainda ganha um acréscimo de 20% em cima desse valor, já que a iniciativa facilita o processo de reciclagem.

Através da idealização de Benki Pianco, chefe espiritual da tribo Ashaninka, em conjunto com Marcelo Valadão, presidente da House of Indians Foundation, entidade internacional que luta pelo respeito e preservação da cultura indígena, o estabelecimento chamado de TrocTroc, Supermercado Sustentável, é administrado pelos membros da tribo Ashaninka, com o objetivo de fomentar a economia local e valorizar a cultura indígena e seus costumes de troca.

Publicidade
Publicidade

Além de atingir positivamente os índios, outra ação do projeto busca empoderar ainda mais a região, isso porque todos os produtos que estão nas prateleiras do supermercado, como frutas, grãos, legumes e verduras, veem da produção local, valorizando assim, os produtores rurais da região.

Os materiais que podem ser trocados são: PETs, latas de alumínio e lacres de garrafas plásticas. Os materiais entregues no supermercado, são transportados para um centro de reciclagem localizado em Rio Branco.

Outro projeto inovador

Em Minas Gerais, um produtor rural aposta na honestidade de seus clientes, ele tem uma barraca, sem vendedor, na beira da estrada da zona rural de Delfim Moreira. Lá os clientes chegam, escolhem o que vão comprar, pagam e até pegam o troco.

José Cláudio da Silva é um engenheiro aposentado que hoje trabalha no campo, em reportágem ao G1, ele diz que o comércio fica sozinho, pois nesse horário ele precisa estar produzindo para poder vender.

Publicidade

Por isso decidiu apostar no comércio à base da confiança e montou sua barraca para vender doces, refrigerantes e, principalmente, seus produtos, como frutas, verduras e legumes orgânicos.

A barraca, localizada à beira da estrada, é rodeada por placas, indicando que a ideia é pegar o produto que deseja comprar e pagar conforme a indicação de preço, tudo na base da honestidade e confiança. O local, fica a maior parte do tempo sozinho, enquanto o agricultor está trabalhando na plantação e colheita dos produtos que fazem parte da barraca.

Além de escolher os produtos e pagar por eles, a barraca oferece até a possibilidade de troco, para isso, basta o cliente ir até a caixinha onde fica algumas moedas e notas pequenas, e pegar o valor que lhe confere. Parece um sonho impossível, não é mesmo? Mas ao contrário disso, a iniciativa está dando certo, ao final do dia, o dinheiro pago pelos produtos está lá, na caixinha.

“Estou vendo com bons olhos. Acredito e tenho certeza que esse é um dos caminhos para que a gente reverta a imagem de que o brasileiro é desonesto”, afirmou o engenheiro aposentado.

Publicidade

E você, o que acha dessa iniciativa? Deixe seu comentário! #Brasil #Sustentabilidade