Uma publicação está causando grande revolta na internet. Uma universitária do estado do Amazonas acabou virando um dos assuntos mais comentados da internet por conta de uma atrocidade que ela fez. A garota estuda veterinária em uma universidade particular da capital do Amazonas. Ela virou notícia em todo o país, após publicar mensagens em sua rede social revelando que tirou o coração de sua cadela de estimação para realizar estudos. A menina, que não terá o seu nome identificado nessa matéria, chega a dizer que o seu ato foi "coisa de Deus'. No entanto, após o caso repercutir nacionalmente, a garota acabou sendo suspensa da instituição onde cursa veterinária.

Publicidade
Publicidade

Universitária é suspensa após retirar coração de cadela de estimação para estudo, no AM

Na imagem e texto que viralizaram em todo o país, a garota diz que pegou o coração da cachorra e começou a realizar estudos com ele. A menina causou revolta na internet e até recebeu ameaças. Em seguida, ela decidiu apagar sua conta na internet. Ninguém sabe ao certo se a tal cachorra tinha mesmo morrido ou se foi morta. Há ainda a possibilidade de tudo ser uma brincadeira de mau gosto, mas de qualquer forma, enquanto o caso é apurado, a universitária foi suspensa dos estudos de veterinária, justamente, um curso no qual os estudantes aprendem a defender os animais.

Vereadora pede punição à estudante, que acaba se dando mal

Em entrevista ao G1, o portal de notícias da Globo, a vereadora Joana D'Arc, que trabalha com o cuidado aos animais, revelou que ficou sabendo do caso através de uma denúncia feita pelo próprio Facebook.

Publicidade

De acordo com ela, mesmo que a cadela já estivesse morta, seria um #Crime realizar experimentos com ela. Isso porque a lei não permite esse tido de ação. No post que foi apagado pela universitária, ela ainda disse que fez o tal "serviço" sem ter o menor medo, como se o ato dela fosse bom, já que, teoricamente, estaria relacionado à sua profissão.

Após revolta online, universitária exclui perfis da web

Segundo a jovem, a cachorra havia falecido e ela estava estudando o sistema cardíaco dos animais nessa semana. A menina diz que a morte concomitante aos seus estudos era um ato divino e disse que estava impressionada com o que houve. Na publicação feita pela estudante de veterinária, ela é questionada sobre o seu ato, chamado de cruel para muitos, especialmente por ela ter exposto fotos do órgão da cadela falecida em uma página do Facebook. Apenas, em seguida, a jovem decidiu deletar suas contas da internet. #Investigação Criminal