Mais um #Estupro coletivo foi parar nas redes sociais depois que o vídeo feito pelos marginais caiu na internet. O estupro aconteceu na Baixada Fluminense, localizada na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. A vítima do estupro é uma garota de 12 anos, o #Crime foi denunciado pela tia da garota, o caso está sob a responsabilidade da delegada Juliana Emerique, titular da Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (Dcav).

De acordo com o portal de notícias online do jornal Extra, o estupro coletivo aconteceu no último domingo (30), pelo menos cinco homens participaram do crime. A delegada informou que as investigações correm sob sigilo para que os suspeitos possam ser capturados o mais rápido possível.

Publicidade
Publicidade

Estupro coletivo

Nas imagens é possível ver os homens se divertindo ao estuprar a garota, enquanto ela implora para que eles parem. Um dos homens pede para que ela pare de gritar para não alertar as pessoas próximas sobre o que estava acontecendo. Um deles diz a seguinte frase: “Tapa o rosto da novinha”.

As primeiras informações dão conta que a garota conhecia apenas um dos envolvidos no crime, mas ainda não se sabe em que circunstâncias o encontro aconteceu. A delegada afirmou que ainda não sabe se todos os homens que participaram do estupro são maiores de idade mas que já estão averiguando.

A delegada ressaltou que pelas imagens é possível notar que o ato sexual não foi consentido e mesmo que tivesse sido de comum acordo por causa da idade da garota, já seria considerado estupro de vulnerável.

Publicidade

A tia da garota fez a denúncia nesta sexta-feira (5), por volta das 14h, a prioridade desde então é encontrar a garota para que ela possa ficar em um local seguro, já que ela vive com a família em uma comunidade muito violenta e comandada pelo tráfico de drogas. Ela precisa passar pelo exame de corpo de delito e prestar depoimento, a parente da menina afirmou que ela está apavorada.

Local do estupro

O crime aconteceu dentro de um imóvel, a menina foi violentada sobre um colchonete com lençóis e almofadas, ainda não se sabe que é o proprietário da residência ou se mesmo um dos criminosos mora na casa.

O vídeo do crime foi compartilhado em um perfil do Facebook, os administradores da página em questão serão convocados para serem ouvidos. Provavelmente eles serão penalizados por terem compartilhado o vídeo da menor sendo violentada. o que é um crime previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A polícia já está fazendo diligências na noite desta sexta-feira buscando informações sobre o paradeiro dos criminosos. #Casos de polícia