Um vídeo curioso e até mesmo inusitado foi compartilhado pela Guarda Municiapal de Vitória. Um homem foi preso depois de cometer um roubo, e mesmo sendo filmado por um dos agentes municipais que participou da ação, ele insistia em se debater dentro do carro da Guarda, na tentativa de se ferir e incriminar os homens que o prenderam.

Seria cômico se não fosse trágico. De acordo com o portal de notícias online G1, o homem foi preso logo depois de cometer um assalto dentro de um ônibus coletivo. O jovem parecia estar sob efeito de drogas. Ele gritava, esbravejava e fez várias e várias ameaças. Ele ainda tentou se ferir propositalmente dentro do veículo da Guarda Municipal de Vitória.

Publicidade
Publicidade

Saiba mais.

Preso em flagrante, homem faz ameaças e depreda viatura

O ladrão foi identificado como Lucas de Oliveira. Ele roubou o #Celular de um balconista, na noite de quarta-feira (24). O assalto aconteceu dentro de um ônibus coletivo. Por volta das 20h30, Lucas cometeu o #Crime, e depois de roubar o cobrador de 21 anos, ele desceu do coletivo nas proximidades da Vila Rubim, porém, ele foi perseguido pelos homens da Guarda Municipal e capturado em seguida. Ao receber a ordem de prisão, ele resistiu e quebrou os vidros da viatura.

Ainda muito agitado e revoltado, o homem começou a fazer várias ameaças e tentou se ferir debatendo contra as estruturas da viatura na tentativa se ferir para incriminar os agentes. Um dos guardas começou a filmar toda a ação do ladrão que, mesmo sendo filmado, continuava a fingir que estava sendo agredido.

Publicidade

Nas imagens, ele aparece descontrolado e gritando. Em um momento do vídeo, ele chega a pedir para um dos guardas lhe dar um tapa no rosto e ele mesmo diz que é para ficar com a marca da agressão evidente.

Ele continua por vários minutos gritando e tentando se machucar em uma cena insana e até mesmo engraçada. O vídeo certamente ainda vai ser muito compartilhado na internet. Assista às imagens aqui em primeira mão:

Os latrocínios vêm aumentando vertiginosamente no Brasil. E roubos de celulares seguidos de morte têm sido uma constante no dia a dia do brasileiro. Os crimes, cada vez mais violentos, têm assustado e deixado a população em pânico. Ainda, de acordo com uma publicação do G1 do dia 19 de maio deste ano, o número de roubos de celulares e de ônibus coletivos aumentaram mais de 70% somente no estado do Rio de Janeiro. Os dados foram elaborados de acordo com a comparação entre o mês de abril de 2017 e de 2016 com o mesmo mês de 2016.

Infelizmente, a sociedade brasileira se vê refém da violência e a cada dia se encontra mais fragilizada diante a falta de prioridade dos nossos governantes em relação à segurança pública. #Casos de polícia