A última segunda-feira de abril (27), seria mais um dia de atendimento médico comum no Hospital Municipal Miguel Couto, que fica no Rio de Janeiro, se não fosse por um episódio bizarro ocorrido nas dependências daquele estabelecimento.

Um rapaz não identificado, suspeito da prática de crimes, deu entrada na casa de saúde por ter levado um tiro na boca, com o maxilar totalmente dilacerado. Se não bastasse, o homem aparentemente estava sob o efeito de drogas.

A #Polícia militar realizou o encaminhamento depois de ter acertado o suspeito com um tiro no rosto.

Seria mais uma ocorrência comum, se não fosse o fato de que o rapaz começou a simular que estava '#Possuído por um demônio'.

Publicidade
Publicidade

O fato gerou sustos e comoção negativa no hospital.

Veja o vídeo:

Com o corpo arqueado para trás, o rapaz diz que está 'amarrado' por espírito. Ele diz ainda que não pode mexer as mãos por conta disso e começa a rir desenfreadamente, alegando que os enfermeiros não tinham "poder" para expulsá-lo daquele local.

O tiro tomado pelo rapaz feriu gravemente o seu maxilar e mesmo assim o homem se move e parece não sentir dor.

O baleado, alegando que era o "espírito falando", em determinado momento acrescenta que "aquele corpo era seu cavalo", fazendo alusão à religião de raiz africana. Fala ainda que "não vai fazer mal para ninguém" e pedia que o homem recebesse atendimento médico para que pudesse viver.

Note que ao fundo, as pessoas entram em constante "reza" depois que o homem começa a falar diversas frases sem sentido e a andar de forma estranha.

Publicidade

Um dos enfermeiros pergunta o nome do suposto "demônio" e o homem responde que seria "Lúcifer", o anjo das trevas.

Não satisfeito, o profissional da súde diz que duvida da possessão e começa a provocar o indivíduo.

Repercutindo o caso nas redes sociais, a psicóloga Marisa Lobo enfatizou que a manifestação era sobrenatural: “Queria que os psicólogos explicassem esse ocorrido. Pois pra mim, isso é possessão demoníaca. Está repreendido em nome de Jesus”, escreveu.

Pastor da Universal 'entrevista' o 'possuído'

Veja na galeria de imagens uma postagem do Pastor Gustavo, da Igreja Universal, que, a princípio, teria ido visitar o jovem "possuído" do Hospital Miguel Couto.

Depois disso, alguns internautas começaram a cogitar que tudo não passou de uma armação, em vista da atitude do Pastor da Igreja Universal.

Outras pessoas acreditam fielmente de que o fato foi verdadeiro e que o homem realmente estava com o "belzebu" no corpo. #Crime