Basta ir à uma escola brasileira para encontrar crianças brincando com spinners. O #brinquedo virou moda, mas esconderia perigos graves e está sob alerta de vários países do mundo.

Algumas autoridades garantem que não existe qualquer estudo que realmente comprove que o spinner tenha capacidade de melhorar o desenvolvimento intelectual da criança. Já na Alemanha, a ação das autoridades teve pulso ainda mais forte.

Por lá, o governo mandou confirmar cargas do produto e 25 toneladas do brinquedo deixaram de ir para a circulação, como mostra uma reportagem do portal UOL. Os governantes pedem cuidado aos pais para conduzir esse tipo de brinquedo e garantem, ele pode até matar.

Publicidade
Publicidade

Mas por que o spinner é tão perigoso?

O tal brinquedo tem sido confiscado principalmente em aeroportos. Ele tem três pontas, que giram quando se aperta o acessório. Isso mexeu com a cabeça da garotada. Apenas em maio, na cidade de Frankfurt, uma das principais de entrada na Alemanha, houve a apreensão de 25 toneladas do produto.

"Levamos o material confiscado às autoridades competentes, que irão avaliar o que farão com ele", disse em comunicado um porta-voz do aeroporto de Frankfurt. Ainda foi dito que não se tem total certeza do que será feito com os brinquedos, mas que a ideia é que eles sejam destruídos. Há ainda a possibilidade de que esse tipo de produto simplesmente seja exportado para outros países, mas sob regras novas.

O #spinner foi desenvolvido para menores com problemas em focar na atenção, mas essa eficácia agora está sendo discutida.

Publicidade

O governo alemão diz que o brinquedo é inseguro e que deveria ser mantido bem longe das crianças. No Brasil, ainda não existe nenhum impedimento de circulação por parte das autoridades. Mas afina, qual o risco do spinner?

Luzes podem ser engolidas e falta sistema de qualidade durante fabricação do spinner

O governo da Alemanha explica que as luzes do brinquedinho podem se soltar e, por isso, podem acabar sendo engolidas por crianças, especialmente as menores. Isso pode até matá-las engasgadas.

Outro problema é que o brinquedo não tem certificado para circular na Europa. Para completar as polêmicas em torno do produto, ele também não tem informações básicas sobre o fabricante e o material que foi utilizado.

É comum na Alemanha que produtos vindos de países asiáticos sejam apreendidos. No ano passado, 190 exemplares de um detector de fumaça também tiveram problemas na hora da circulação.

Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante e ajuda no diálogo de temas relevantes. #Tecnologia