Não importando se são maternos ou paternos, os #avós geralmente são carinhosos e cuidadosos com seus #netos e com o restante da família. Deles vem grande ensinamento que levamos para toda uma vida. Infelizmente, há alguns casos de avós que têm exatamente o contrário dessas características e acabam cometendo atitudes inacreditáveis e até violentas.

Nesta segunda-feira (19), um caso chamou a atenção foi de uma senhora de 57 anos de idade que quase cometeu uma barbaridade com seus próprios netos no bairro de Itinga, em Lauro de Freitas, no Estado da Bahia. A mulher, que atende por nome de Maria Margarida dos Santos, tentou matar seus netos, uma criança de 11 anos e um adolescente de 14, colocando chumbinho, como é popularmente conhecido um veneno para rato, dentro da bebida que eles iriam tomar.

Publicidade
Publicidade

Após fazerem a ingestão da bebida envenenada, os #garotos começaram a se sentir mal. Os vizinhos perceberam e decidiram acionar a polícia para socorrê-los imediatamente. Os policiais levaram os netos de Margarida para uma unidade de atendimento médico da cidade, na qual os garotos chegaram ainda em estado grave.

A mulher foi chamada para comparecer na delegacia e em depoimento confessou a tentativa de homicídio, alegando em sua defesa o motivo da atitude que cometeu. Quando interrogada, Margarida revelou para a polícia que havia tentado matar os meninos porque não conseguia mais criá-los, pois ambos são portadores de deficiência e têm necessidades especiais. Segundo Margarida, a mãe das crianças, que é sua filha, tem problemas mentais e não tem condições de cuidar dos filhos.

O material da bebida ingerida pelos jovens foi colhido e encaminhado para ser analisado pela perícia.

Publicidade

Os garotos foram medicados, já estão em situação estável e não correm risco de morte. Maria Margarida foi autuada em flagrante por tentativa de homicídio e ficará à disposição da Justiça.

Sobre o chumbinho

É um produto de origem clandestina que é muito utilizado para o controle de ratos em algumas residências. Em sua composição estão substâncias tóxicas, que servem de veneno tanto para animais como para seres humanos.

Por ser um produto ilegal, não é registrado nem aprovado pela Vigilância Sanitária, sendo proibida sua utilização em qualquer situação. Pessoas que chegaram a realizar consumos do produto relataram vários sintomas, tais como: tontura, dores na região do abdômen, vômito, diarreia, aceleração nos batimentos cardíacos, visão embaçada e tremores pelo corpo.