Sair do Brasil tem sido a alternativa encontrada por muitos profissionais brasileiros a procura de uma melhor qualidade de vida e melhores oportunidades de estudo e trabalho para eles mesmos e suas famílias. O tema foi destaque recente nas redes sociais após reportagem publicada pelo portal da revista “Exame", que se especializou em temas voltados à consultoria econômica, investimentos e carreira profissional. O site trouxe em sua matéria o crescimento cada vez mais acentuado de brasileiros saindo do país e por muitas vezes, sem a intenção de retorno.

A melhor saída do Brasil é o aeroporto

Segundo dados fornecidos pela Receita Federal e divulgados pelo site econômico, o número de cidadãos brasileiros que deixaram o país é duas vezes maior em relação aos últimos seis anos.

Publicidade
Publicidade

No último ano, já fizeram as malas mais de 18,5 mil brasileiros.

Para a maioria que tem pensado em deixar o país, os tópicos como segurança (no caso a falta dela), bem como as oportunidades de estudo para seus filhos e empregabilidade são fatores predominantes na decisão de #Morar no exterior. São profissionais de carreira muita vezes estáveis, mas ainda assim insatisfeitos com a ineficiência administrativa da gestão pública brasileira.

Cidadania estrangeira

Os países europeus e da América do Norte são o mais procurados por apresentarem uma melhor rede de formação educacional, serviços e de contatos profissionais em grandes corporações, além da possibilidade de se requerer a dupla cidadania no caso de muitos brasileiros que têm antepassados dessas nações.

Essa afinidade com raízes familiares estimula ainda mais a decisão dos descendentes nascidos no Brasil de realizarem o caminho inverso de pais e avós etc.

Publicidade

Nações com poucos relatos de registro histórico migratório também têm chamado atenção de profissionais brasileiros, talvez pela similaridade climática, como é o caso da Austrália.

A companhia M Quality, que presta consultoria de negócios, imigração e intercâmbio, divulgou o perfil desses novos imigrantes. São profissionais com fluência no idioma inglês, formados em pelo menos uma graduação superior e na faixa etária entre 30 e 48 anos de idade. Outra característica apresentada pela maioria dos interessados é que tem uma excelente condição financeira no Brasil se comparada a maioria da população economicamente ativa do país.

Oportunidade para brasileiros no exterior

Áreas profissionais como contabilidade, saúde, educação, tecnologia da informação e engenharia são as que mais oferecem vagas de emprego para brasileiros no exterior que tenham como comprovar experiência e nível de formação superior, bem como domínio do idioma inglês.

Para ter boas chances de #Trabalhar no exterior, o interessado deve ter como prioridades o estudo do idioma oficial do país escolhido, bem como procurar se especializar cada vez mais na área de graduação com demanda deste país.

Publicidade

Canadá e Austrália são bons exemplos de nações que mantêm políticas de incentivo para preenchimento de vagas de emprego por estrangeiros com esses requisitos. No primeiro caso, por exemplo, para se ter maior facilidade de acesso ao mercado de trabalho do país o interessado pode fazer College no Canadá com duração de apenas dois anos. #Canadá

  • Conheça algumas ofertas de emprego no Canadá. Acesse aqui!
  • vagas de emprego no exterior em alguns países para quem fala português. Leia mais aqui!