A polícia baiana prendeu, na manhã desta sexta-feira (23), cinco #estudantes de direito na cidade de Mucugê, na Chapada Diamantina. Os rapazes são acusados de pertencer a uma quadrilha de traficantes de drogas que atuava na região.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), os envolvidos eram responsáveis por fazer o abastecimento dos pontos de drogas na região da Chapada Diamantina, formada por 24 municípios. Os entorpecentes eram trazidos da capital do estado, a mais de 470 quilômetros de Mucugê.

Além de prender os suspeitos, a polícia efetuou a apreensão de trouxinhas e mudas de maconha, comprimidos e adesivos de ácido lisérgico (LSD), material plástico usado para embalar as drogas, um veículo Fiat Siena e dinheiro.

Publicidade
Publicidade

A quantia apreendida não foi revelada, mas, segundo a polícia, havia notas de Real, Euro e Dólar.

De acordo com informações da polícia, as drogas estavam escondidas na residência de um dos suspeitos.

Na foto abaixo, é possível ver alguns pés de maconha, que foram apreendidos na casa:

Denúncia anônima

O trabalho de rastreamento da polícia teve como base uma denúncia anônima feita por um morador da cidade. De acordo com o relato, os estudantes atuavam na comercialização de drogas.

Após a diligência, os cinco suspeitos - 3 homens e duas mulheres - foram encaminhados à Delegacia de Mucugê e autuados pelo crime de #Tráfico de drogas.

Publicidade

O grupo foi preso por homens da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe), da Polícia Militar da Bahia.

O comandante da Companhia, major Ricardo Passos, elogiou o trabalho de colaboração da comunidade, que auxiliou no sucesso da operação. "Temos uma sintonia muito forte com a comunidade. Recebemos a denúncia e conseguimos chegar neste grupo criminoso", declarou.

Casos de tráfico são cada vez mais comuns

Ao fazer uma busca por crimes praticados por estudantes e jovens de classe média, é fácil encontrar alguns casos de jovens envolvidos com traficantes.

Em maio deste ano, um rapaz de 22 anos, conhecido como Poney, foi preso em Vila Velha (ES). O rapaz, chamado Bruno Viana da Cruz é estudante de Direito e tinha alta patente no mundo do crime, sendo responsável pelo gerenciamento do tráfico na Ilha dos Ayres.

No dia da prisão do rapaz, foram apreendidos 135 quilos de maconha, avaliados em R$ 1 milhão. De acordo com reportagem publicada pelo site Gazeta Online, Poney financiava o curso de Direito com o dinheiro do tráfico de drogas. #advogados do crime