Em Joinville, mais um caso de #Padre que abusa durante anos de menores veio à tona nessa semana. Abusando da confiança da paróquia e seus fiéis, o padre costumava reunir grupos de meninos e viajar com eles para a estudar a palavra de Deus. Mas, na verdade, não era bem isso que acontecia.

Há dois meses, o padre vinha abusando das crianças nos locais onde se hospedava. O grupo se alojava em um mesmo quarto de hotel. Algumas crianças revelaram os abusos sofridos pelo padre a seus pais, que denunciaram à polícia.

Pedido de socorro

Uma das crianças vítima do pároco chegou a enviar um pedido de socorro ao pai através do celular.

Publicidade
Publicidade

Na mensagem, o menino implorava ao pai para ir buscá-lo, pois estava sendo judiado pelo homem da igreja. Foi quando o caso foi descoberto, no dia 22 de maio. O menino participava de um retiro espiritual organizado pelo padre em uma paróquia de Joinville junto a outros três meninos.

Prisão temporária

Padre há cinco anos, o homem foi preso na casa de seus pais pela Polícia Cível de #Santa Catarina, após a polícia ter coletado provas durante duas semanas. Depois que a igreja soube das acusações, o padre foi suspenso de suas obrigações no final de maio.

Após o início das investigações, a polícia apurou a existência de pelo menos cinco casos de abusos cometidos pelo padre, o que levou ao pedido de prisão preventiva cumprido na sexta-feira (9).

As crianças, que têm entre 12 e 13 anos, foram ouvidas por um psicólogo policial e relataram o que se passava dentro da casa paroquial enquanto estavam na companhia do padre.

Publicidade

Os agentes de autoridade continuam investigando se há mais algum caso de menores envolvidos com o padre e o mesmo irá ficar em prisão temporária até aguardar as conclusões do caso e posterior julgamento.

Pedofilia na Igreja Católica

Pouca gente sabe, mas os padres da Igreja Católica podiam casar até por volta da passagem do primeiro milênio da nossa era. Não há nada na Bíblia que proíbe os padres de casarem

Porém, no Concílio de Latrão, em 1139, a igreja proibiu oficialmente o matrimônio aos seus membros. As razões da igreja para impedir o casamento dos padres não foram nada divinas.

Os motivos foram puramente econômicos. Do século V ao século IV, a igreja acumulou poder e riqueza, dona de muitas terras e catedrais por toda a Europa.

Para impedir que os filhos dos padres herdassem o patrimônio das igrejas, foi proibido ao clero se casar para que herdeiros não pudessem reivindicar a riqueza.

Houve quem não gostasse da ideia, como os padres alemães, que, liderados por Martinho Lutero, promoveram o primeiro cisma da Idade Moderna.Os luteranos romperam com Roma e até hoje seus padres podem se casar.

Mas, a Igreja Católica insistiu e, no Concílio de Trento, em 1563, proibiu terminantemente os padres de se casarem.

Publicidade

Não se sabe se há ligações com o caso acima, mas as evidências são muitas. A Igreja Católica é das maiores instituições pedófilas do mundo, como comprova o recente caso, sem falar nos bilhões de dólares em indenizações que a igreja americana já pagou nos últimos 30 anos.

E você, o que achou do crime cometido por este padre? Comente, sua opinião é muito importante para nós.