Quatro pessoas morreram afogadas na tarde desta quarta-feira (28), após um acidente de trânsito na rodovia RN-233, entre os municípios de Triunfo Potiguar e Paraú, na região Oeste do #Rio Grande do Norte.

O veículo, um Honda Civic cinza, caiu dentro de um #açude, após ter se chocado com um caminhão na rodovia. Dos cinco ocupantes do veículo, apenas um sobreviveu.

Dentre os mortos, havia uma criança, que não foi identificada. Os outros ocupantes do veículo que faleceram eram mulheres e tinham 25, 42 e 75 anos de idade.

Nas fotos abaixo é possível ver a chegada da ambulância de resgate ao local do acidente:

Segundo um jornal local, o acidente teria acontecido por causa da grande quantidade de buracos que existe na rodovia, que é considerada uma das piores do Rio Grande do Norte.

Publicidade
Publicidade

A via é bastante utilizada por veículos que circulam entre o Médio e Alto Oeste potiguar, em direção a Natal, capital do Estado.

A polícia informou que uma testemunha viu que o carro desceu um barranco e caiu dentro do açude, após a batida com o caminhão.

Quando o resgate conseguiu retirar os ocupantes do veículo, todos estavam sem vida e não reagiram às tentativas que os socorristas fizeram para reanimá-los. O sobrevivente conseguiu sair do carro antes de o veículo ser invadido pela água.

Neste vídeo é possível ver parcialmente o trabalho de resgate das vítimas:

Saiba o que acontece quando alguém se afoga

Os açudes são reservatórios de água construídos com cimento ou terra para represar água. Normalmente, esses açudes são usados para uso na agricultura, criação de peixes, geração de energia ou para o abastecimento de pessoas ou animais.

Publicidade

Por causa do volume de água, o carro que caiu no açude do Rio Grande do Norte quase submergiu, ficando apenas uma pequena parte do automóvel para fora da água.

As pessoas que estavam dentro do veículo e não conseguiram sair morreram afogadas. Segundo o portal Mundo Estranho, a morte por afogamento acontece porque a pessoa aspira muita água. Em um afogamento, a água encharca os pulmões e causa asfixia, podendo levar a vítima à morte.

Os pulmões se enchem de água porque as vítimas perdem o sentido e continuam respirando, de modo involuntário. Depois que chega aos pulmões e outros órgãos, a água entra no sangue e destrói os glóbulos vermelhos, provocando vazamento de potássio. O excesso dessa substância impede a transmissão dos impulsos nervosos e a contração muscular, podendo fazer o coração parar de bater.

A morte por afogamento é muito frequente, acometendo cerca de 500 mil pessoas por ano em todo o mundo. Só que, diferentemente do acidente no Rio Grande do Norte, as mortes ocorrem em pessoas que vão nadar ou caem em rios, lagos, açudes ou mares. #acidente fatal