Na tarde desta última quarta-feira, 31 de maio, um homem de meia idade não identificado, foi flagrado se 'acariciando' em um ponto de ônibus, conhecido como parada da W3 em Brasília, Distrito Federal.

A ação, que foi filmada por uma passageira que aguardava a condução, mostra perfeitamente o homem que aparenta ser de meia-idade e é supostamente casado, devido ao uso de uma aliança no dedo anelar esquerdo se movimentando indiscretamente. Ele, que antes de iniciar o ato, olha compulsivamente para todos os lados da parada de ônibus, a fim de se certificar de que não está sendo observado, abre rapidamente o zíper de sua calça jeans, e busca esconder seu órgão genital atrás de uma sacola plástica.

Publicidade
Publicidade

Embora o homem, que traja uma camisa polo vermelha e já tem seus cabelos grisalhos, tenha tentado ocultar o ato libidinoso público, uma jovem passageira menor de idade, que está sentada aguardando o ônibus bem próxima do homem, sequer percebe o ato obsceno que ocorre bem ali ao seu lado. Ainda que antes de começar a se masturbar, ele tenha olhado diversas vezes ao seu redor para se certificar de que ninguém o observava, ele não percebeu e nem contava que uma mulher, horrorizada com sua atitude, estava registrando toda a movimentação através de um vídeo produzido por seu telefone celular.

Pela gravação, é possível notar o movimento do saco plástico utilizado por ele para disfarçar o abuso público. Em dado momento, ele chega até mesmo a se encostar na menina sentada à sua frente. Quando supostamente ele termina o ato, o mesmo levanta o zíper da calça e então a filmagem é encerrada.

Publicidade

Inconformada com a atitude flagrada no ponto onde frequentemente aguarda a condução, a autora do vídeo compartilhou a imagem constrangedora nas redes sociais e pessoalmente levou o telefone que interceptou as imagens à Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) da Capital Federal para que as mesmas sejam utilizadas pelos investigadores da Polícia Civil para identificar e localizar o 'agressor'.

Outros casos

Em maio deste ano, um jovem turista argentino foi detido em Brasília após ser denunciado por uma passageira que, sentada ao lado dele durante uma viagem de Brasília a Formosa, em Goiás, o filmou enquanto o mesmo se tocava livremente no coletivo. O vídeo feito pelo celular da passageira foi mostrado a um fiscal da empresa de ônibus, que acionou a Polícia Militar informando da ação. Em busca do suspeito, a PM efetuou uma abordagem no coletivo, e identificando o agressor, ele foi levado para a Delegacia Central de Brasília e autuado pelo #Crime de importunação ofensiva ao pudor.