Um homem foi preso pela polícia, por volta das 23 horas desta quarta-feira (7), acusado de ter assassinado e esquartejado o corpo de uma mulher, na Rua Diagonal, no bairro Betânia, na Zona Sul de #Manaus, no Amazonas. O acusado de ter cometido o #Crime foi identificado pela polícia como Firmo Farias Sampaio, de 34 anos.

Para as autoridades locais, ele é o principal suspeito de ter assassinado uma mulher e esquartejado o corpo. Segundo informações divulgadas pelos policiais, o homem é usuário de drogas e participante de cultos de magia negra. Ainda de acordo com a polícia, o suspeito foi denunciado pela própria mãe.

Segundo os policiais, o acusado teria chamado a mãe para ir até a sua residência porque havia algo muito importante para dizer para ela.

Publicidade
Publicidade

Quando a mãe do acusado chegou a casa, ele a levou até a cozinha e, em seguida, abriu a porta da geladeira onde estava o corpo dentro de sacos plásticos em pedaços.

Ainda de acordo com a polícia, o homem olhou para a mãe e disse sorrido: “Olha, mãe, o que eu fiz”. Diante da situação, a mãe do acusado, identificada como Maria do Rosário Farias da Conceição, 65 anos, que é aposentada, foi até uma delegacia da cidade e registrou um boletim de ocorrência contra o filho.

Ela relatou que ele havia matado e esquartejado o corpo de uma mulher e colocado dentro de uma geladeira. Diante dos fatos, uma viatura da polícia se deslocou até a caso do acusado, onde foi encontrado o corpo da mulher. Porém, o acusado não estava na residência.

Em seguida, os policiais fizeram uma ronda na localidade procurando o acusado, que foi encontrado caminhando como se nada tivesse acontecido pela Rua São Pedro, no bairro Morro da Liberdade.

Publicidade

Sampaio foi preso em flagrante e foi levado até a delegacia da cidade para prestar o depoimento.

Conforme consta em seu depoimento, ele confessou ser o autor do crime. Antes de assassinar a mulher, ele disse ter consumido muita droga, mas não soube dizer a identidade da vítima que matou.

Apenas afirmou que havia cortado o corpo em pedaços, colocado em um saco plástico e posto na geladeira. A cabeça havia sido jogada em uma lixeira perto de sua residência.

Uma equipe de policiais está fazendo diligências para tentar identificar a vítima assassinada. O corpo foi retirado da geladeira e levado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade. De acordo com a Polícia Civil de Manaus, a vítima não foi identificada até à tarde desta quinta-feira (8). #Morte