Infelizmente, mais um crime hediondo e covarde ceifou a vida de uma pequena garotinha. A menina de 2 anos veio a óbito depois de ser estuprada. De acordo com as investigações da polícia da cidade de Paulo Afonso, cidade que fica localizada no interior da Bahia, a aproximadamente 472 Km de Salvador, o principal suspeito de ter cometido o #Abuso Sexual é o padrasto da menina.

De acordo com o portal de notícias online G1, a garotinha, que não teve seu nome revelado, morreu nesta sexta-feira (16), na cidade de Paulo Afonso, Bahia. O padrasto da menina, um homem de 59 anos, é o principal suspeito e já preso.

Abuso sexual e agressão

A Polícia Civil está investigando o caso.

Publicidade
Publicidade

De acordo com as informações, o principal suspeito pelo estupro é o padrasto da #criança. A mãe da menina também foi encaminhada para delegacia para prestar depoimento, mas não há informações sobre o relato do que realmente aconteceu com sua filha.

A pequena e indefesa vítima morava em companhia da mãe e do padrasto. A criança foi levada para o hospital de Paulo Afonso, depois de supostamente ter desmaiado em casa. Ao ser atendida pela equipe médica de plantão, foi identificado o abuso sexual e marcas de agressões pelo corpo da garotinha, a família da criança é que acionou a polícia e relatou o caso.

Infelizmente, a garotinha não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. O corpo da menina foi encaminhado para o IML (Instituto Médico Legal) de Paulo Afonso. Ainda não há informações sobre a liberação do corpo, velório e enterro da menina.

Publicidade

Casos como o desta pequena garota, são muito mais comuns do que nós podemos imaginar. Infelizmente, são milhares de vítimas que sofrem caladas e, muitas vezes, morrem nas mãos de seus algozes.

Vítimas

Ainda segundo o portal de notícias G1, no Brasil a cada hora, três crianças são vítimas de abuso sexual. Esse número é assustador e dá uma noção de quantas vítimas inocentes estão neste momento sofrendo nas mãos perversas destes criminosos.

Os dados de uma pesquisa realizada pelo Ipea (Instituto de Pesquisa e Econômica Aplicada), mostra que 70% das vítimas de abuso sexual no Brasil são menores de idade.

Já os dados apurados pelo Disque 100 (Disque Direitos Humanos) e do Sistema Único de Saúde mostram que, entre os anos de 2012 e 2015, foram registrados 120 mil casos de abuso sexual de crianças e adolescentes no Brasil.

Vale ressaltar que o criminoso, na maioria das vezes, é alguém do convívio da vítima e de suas famílias, como por exemplo, tios, avós, supostos amigos, vizinhos, professores, pais, padrastos, entre outros. #Casos de polícia