No último dia 29, uma mulher que mora no Distrito Federal, em Taguatinga, acabou pulando a janela de seu apartamento no quarto andar. O caso aconteceu depois que a jovem, de apenas 22 anos, se sentiu ameaçada pelo marido. O casal estava junto há cerca de dois anos e estariam planejando um enlace matrimonial, no entanto, o relacionamento era abusivo. Familiares da jovem já constataram que o relacionamento entre os dois era regido por um ciúmes doentio e que a moça já tentou se separar algumas vezes, mas não conseguia.

O que de fato aconteceu para a mulher resolver saltar do quarto andar foi que o marido estava assistindo a filmes de conteúdo adulto.

Publicidade
Publicidade

O homem teria visto uma atriz e achado que aquela seria sua mulher fazendo cenas de conteúdo adulto expostos em toda a internet. O rapaz ficou desesperado e acordou a jovem com vários socos e tapas no rosto, ele afirmou que iria matá-la e acabou até mesmo machucando o tímpano da mulher.

O rapaz então foi até a cozinha pegar uma faca, enquanto isso a moça não tinha escapatória e resolveu se atirar na janela. Ao cair, a moça foi socorrida por moradores da região, e o homem foi contido pelos vizinhos, ele estava transtornado. A decisão de pular a janela foi um pensamento rápido, pois a moça disse que o rapaz iria "cortá-la todinha" e que mesmo ela não podendo conseguir mais andar, ela pelo menos não seria morta de uma forma tão cruel.

A irmã da vítima gravou um vídeo dentro do hospital. A jovem se mostra muito abatida com o acontecimento e triste; veja o relato:

Mesmo caída e muito machucada, a moça conta que o rapaz ficou tentando mostrar para os moradores que ela era #atriz.

Publicidade

O homem estava com o vídeo de conteúdo adulto e chamando-a de "vagabunda".

A Polícia foi acionada e tudo será feito conforme a Lei Maria da Penha. O hospital em que a jovem está localizada não será divulgado. Ela estaria muito abalada e ainda terá que cuidar de seus ferimentos. A jovem colocou nove pinos na coluna e teve várias lesões nas pernas e nos braços.

Em 2015, uma nova Lei foi colocada no Código Penal, que atribuí a palavra "feminicídio" para casos de violência praticados contra a mulher, exclusivamente por se tratar do sexo feminino. Crimes como violência doméstica ou somente pela vítima ser mulher estão incluídos nessa Lei.

A cada 100 mil mulheres, cerca de 4,8 são assassinadas no Brasil, o país ainda ocupa o quinto lugar no ranking mundial sobre casos de crimes envolvendo o sexo feminino. #agressão #homicídio