Um policial de 58 anos se envolveu afetivamente com um rapaz de 18 anos e o romance lhe custou a vida. De acordo com o site de notícias TNH, vinculado ao portal R7, o policial identificado como Paulo Sérgio Souza de Jesus, de 58 anos, se envolveu amorosamente com um jovem de 18 anos conhecido por praticar vários crimes. Infelizmente, este #Relacionamento terminou com a morte do agente público.

O #Crime aconteceu no domingo (4), na cidade de Barra dos Coqueiros, localizada no Estado de Sergipe. Segundo a Polícia Civil sergipana, o crime foi esclarecido rapidamente.

Amor bandido

Em entrevista coletiva, a delegada responsável pelo caso, Mayra Moinhos, o policial Paulo Sérgio foi morto a facadas, dentro de casa, por seu namorado e por alguns comparsas do rapaz.

Publicidade
Publicidade

O namorado de Paulo Sérgio foi identificado como William Santos Gomes, de 18 anos, conhecido como "William Zika". Foi ele que planejou o crime. Além de William, participaram do crime um adolescente de 17 anos e Willey Davi.

Na terça-feira (6), William Santos Gomes foi morto em um confronto com a polícia. Na quarta-feira (7), o menor foi apreendido. Davi não foi encontrado e é considerado foragido.

De acordo com a delegada Mayra Moinhos, o policial e o jovem se conheciam há quatro anos e mantinham um relacionamento amoroso desde então. Contudo, Gomes continuava a cometer alguns crimes, tornando a relação entre eles complicada. Por causa da conduta do namorado, o policial começou a retirar dele algumas regalias, como, por exemplo, pagamento de cursos, tratamento médico e diversos presentes.

Publicidade

Revoltado, Gomes planejou uma vingança contra o amante. A princípio a intenção era apenas de roubar o policial, mas acabaram assassinando o homem com 26 golpes de faca.

Crime

Gomes chegou à casa de Paulo Sérgio acompanhado do menor de idade, que também era conhecido do policial. Pouco tempo depois, Davi chegou ao imóvel. Eles imobilizaram o policial e passaram a revistar a casa em busca das armas que Paulo tinha em casa, dinheiro e objetos de valor.

Os criminosos chegaram a encontrar uma das armas, mas insistiam que o policial lhes informassem onde as outras armas estavam guardadas. Como Paulo se recusou a dizer, William se irritou e o esfaqueou até a morte.

A polícia chegou até os criminosos depois de conversar com vizinhos e conhecidos de Paulo Sérgio, que relataram o relacionamento amoroso do policial com o jovem. Pessoas do ciclo de convivência do policial disseram que o romance entre os dois era cheio de idas e vindas. #Casos de polícia