Um assassinato foi registrado na noite de terça-feira (30) dentro de um motel localizado no bairro Pirabeiraba, na cidade de Joinville, a cerca de 176 quilômetros de Florianópolis, em Santa Catarina. O acusado de ter cometido o #Crime foi identificado pela polícia como Anderson Dieymes David, que é policial militar. Ele é o principal suspeito de ter assassinado com um tiro na cabeça outro policial identificado como Jefferson da Silva Marafian.

Segundo informações divulgadas pela polícia, o acusado havia flagrado a esposa que, também é uma policial, dentro do motel com a vítima. Ainda de acordo com os policiais, todos os envolvidos trabalham na 5ª Região da PM (Norte e Planalto Norte).

Publicidade
Publicidade

O acusado de ter cometido o crime foi preso logo após cometer o assassinato. Conforme informações divulgadas por meios de comunicação, o acusado é casado com a policial feminina que estava com a vítima no motel. Mas de acordo com o comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Jofrey Santos Silva, eles estavam afastados.

A Polícia Militar não deu muitos detalhes sobre o ocorrido. Apenas relatou que o acusado havia flagrado a esposa com a vítima dentro do motel. Por sua vez, matou o amante com um tiro na cabeça. A polícia foi acionada, e o acusado foi preso em flagrante.

O corpo da vítima foi recolhido e encaminhado para IML (Instituto Médico Legal). Após o corpo da vítima ser recolhido, a perícia esteve no local para colher provas sobre o assassinato. Segundo informações do portal de notícias G1, no momento em que o acusado teria flagrado o casal junto, teria agredido a esposa, mas ela foi socorrido e está bem.

Publicidade

Conforme informações divulgadas pela PM, como o crime só envolve apenas policiais militares a própria corporação vai investigar o caso, que está sendo tratado como crime passional. A prisão em flagrante de David foi definida na noite de quinta-feira (31) após a audiência de custódia.Ele continuará preso preventivamente no 8º BPM, em Joinville, de acordo como o portal Joinews. Ainda de acordo com a corporação, consta na Constituição Federal e no Código Penal Militar que homicídio entre integrantes da PM deve ser julgado pela Justiça Militar.

Outro caso semelhante envolvendo policiais aconteceu no mês de fevereiro durante uma festa, na cidade de Volta Redonda, no Sul do Rio de Janeiro. Segundo informações do Diário do Vale, dois policiais militares começaram a brigar e a discussão terminou a morte de um deles. A vítima foi identificada como Gemerson Augusto Chaves da Silva, de 27 anos. #Investigação Criminal #Casos de polícia