Acusado de torturar um garoto de 17 anos de idade, Maycon Reis foi preso, juntamente com seu comparsa, em uma pensão localizada na região do ABC Paulista.

A mãe do rapaz preso afirmou que o filho está arrependido de ter tatuado a testa do adolescente com a seguinte frase ‘#Sou ladrão e vacilão’. Defendendo o próprio filho, a mãe diz que, em um momento de nervosismo, ele acabou agindo por impulso e de um modo errado. Ela atribui a tortura a um impulso causado pelo ‘calor da emoção’.

Entenda o caso

De acordo com o tatuador, o jovem de 17 anos, que tem problemas mentais, tentou furtar uma bicicleta. Foi nesse momento em que Maycon e seu comparsa, Ronildo Moreira de Araújo, pegaram o garoto e o coagiram para que ele ficasse sentado em uma cadeira enquanto era tatuado na própria testa, mesmo contra o seu consentimento.

Publicidade
Publicidade

Os momentos de tortura contra o adolescente foram filmados e, em questão de horas, o vídeo viralizou nas redes sociais, sendo um dos assuntos mais comentados da semana.

O crime de tortura é previsto na Lei nº 9.455/97, e é considerado pela Constituição um crime grave e pode ser equiparado a um crime hediondo. Aqueles que cometem crime de tortura não têm o direito de pagar fiança.

Comoção na web

Uma ONG se sensibilizou com a situação do garoto e fez uma ‘vaquinha’ na internet, para que, assim, eles pudessem angariar fundos e, dessa forma, arcar com os custos para fazer a remoção da tatuagem.

A ‘vaquinha’ foi finalizada e o montante arrecadado foi de R$ 19.882.66. Entretanto, após o caso ter repercutido na internet, clínicas particulares se propuseram a fazer a remoção da tatuagem de forma gratuita.

Publicidade

A Prefeitura de São Paulo também se comprometeu em arcar com todos os custos desse tratamento.

Sendo assim, o valor arrecadado será entregue à família do jovem. Descontando as taxas cobradas pelo site, o valor que será destinado à família do garoto será de R$ 18.403,17.

A ONG que fez a vaquinha se comprometeu em comprar uma bicicleta nova para Anderson Oliveira, suposta vítima do furto da bicicleta.

Criador da 'vaquinha' sofre ameaças

O criador da 'vaquinha' revelou que vem sofrendo ameaças. Em uma entrevista ao G1, ele afirmou que estaria recebendo inúmeras mensagens de ódio. Por esse motivo, ele começou a temer por sua própria vida. De acordo com o criador da 'vaquinha', muitos tatuadores de São Paulo, são ligados a grupo de skinheads no ABC Paulista.

Lembre-se de deixar o seu comentário. A sua opinião é muito importante e sempre ajuda no diálogo. #Caso de polícia #Jovem tem a testa tatuada