O ministro do Supremo, #gilmar mendes, teve um grande susto na madrugada desta quinta-feira (22), durante uma viagem de Brasilia para o Pará. A aeronave que conduzia o ministro Gilmar Mendes, segundo a assessoria da FAB, apresentou uma falha técnica e, para que outra coisa pior não acontecesse, os pilotos decidiram voltar de onde saíram, em Brasília.

A Aeronáutica deixou bem claro que os pilotos realizaram tudo da maneira correta, mas como o voo foi feito à noite e tinha vários passageiros a bordo, os níveis de segurança eram mais elevados. Por precaução que algo fora dos planejados não acontecesse, os pilotos decidiram voltar para a capital do Brasil.

Publicidade
Publicidade

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) iria para Belém do Pará para visitar o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), pois ele iria inaugurar o maior posto de identificação biométrica do estado. O que tudo indicava é que Gilmar Mendes estaria de volta à Brasilia na noite desta sexta-feira (23), mas, pelo ocorrido, a viagem foi cancelada.

A Força Aérea confirmou que "em nenhum momento a vida dos passageiros foram colocadas em risco". Segundo a assessoria da FAB, o jato que conduzia o ministro Gilmar Mendes decolou às 19 horas desta quinta-feira (22). Ainda não há data definida para a próxima viagem do ministro ao Pará. Antes desse grande susto, o ministro teria participado do segundo dia de julgamento na Corte para decidir sobre a validade da delação da JBS e confirmar o ministro Edson Fachin na relatoria do caso.

Publicidade

Gilmar Mendes

Gilmar Mendes nasceu no dia 30 de dezembro de 1955, hoje tem 61 anos de idade. Mendes é um professor, magistrado, jurista e advogado. Em 20 de junho de 2002, ele se tornou ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), que segue até hoje como o presidente. Em 1977, ele foi graduado pela Faculdade de Direito da Universidade de Brasília. Em 2007, ele recebeu o Prêmio Jabuti por seu livro "Curso de Direito Constitucional".

Em 1989, seu mestrado foi concluído na Universidade de Münster, na Alemanha, pela a orientação do seu Professor Hans-Uwe Erichsen. No ano seguinte, ele obteve seu doutorado nessa mesma universidade. Lecionou na Universidade de Brasília, na cadeira de Direito Constitucional, tanto na graduação quanto na pós-graduação. É sócio-fundador no Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP) e na Escola de Direito de Brasília e também professor. #Acidente #Política