Mais um caso de pedofilia protagonizado por religiosos está chocando o país. O fatídico episódio aconteceu na pequena cidade de Arceburgo, no estado de Minas Gerais. Após o vídeo no qual uma menor de idade é molestada por um homem se tornar viral nas redes sociais, o caso passou a ser investigado pelas autoridades locais.

Nas imagens, é possível ver claramente uma menina, que exercia a função de coroinha da igreja de Arceburgo, ser abusada sexualmente por um conhecido padre da região. O conteúdo do vídeo mostra toda a ação e nele o religioso pede por diversas vezes que a menor o beije na boca.

A mídia, que viralizou nas redes sociais de internautas de todo o país, traz o padre beijando e fazendo uma série de carícias na criança.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a legislação brasileira vigente, não é necessário que haja penetração para que o ato seja considerado estupro e/ou pedofilia no caso da atividade ser cometida com menores de idade.

Durante a atividade flagrada por uma câmera de celular, o religioso manda a menina colocar a língua dentro de sua boca. O padre foi procurado pela equipe de jornalismo do site G1, após o caso se tornar público, mas não quis falar sobre o assunto, bem como demonstrou não saber das acusações contra ele.

De acordo com informações passadas pela Polícia Militar de Minas Gerais, a família da vítima denunciou o religioso nesta última quarta-feira (26). Segundo foi passado por testemunhas, o padre já estaria cometendo os abusos contra a menor há vários meses e, a fim de provar os abusos sofridos deliberadamente pela coroinha, uma pessoa próxima à criança resolveu filmar um dos encontros que acontecia dentro da igreja em que ele ministrava.

Publicidade

A pessoa responsável por gravar o abuso não teve o nome revelado por motivo de segurança. Compartilhando publicamente o conteúdo na web, muitos fiéis tiveram acesso às imagens e se mostraram revoltados e perplexos com tudo o que viram.

Encaminhada a prestar depoimento na delegacia acompanhada de seus responsáveis, a estudante de 14 anos afirmou temer o que pode acontecer com ela, bem com seus familiares. Visivelmente assustada com a repercussão do caso, inicialmente a menor chegou a negar ter sofrido abuso por parte do padre.

Segundo foi divulgado pelo G1, o vídeo se encontra em poder da polícia, que ao analisar as imagens, abrirão um inquérito e o religioso será indiciado. De acordo com diocese de Guaxupé, responsável pelos sacerdotes de Arceburgo, o padre acusado se encontra afastado de suas atividades na igreja. #padre e coroinha #padre abusa de criança #padre pedófilo