Aos 21 anos, um jovem passou verdadeiros momentos de tensão em sua vida. Ela acabou sendo sequestrada. Grávida, a garota, que preferiu não revelar o nome, teve os olhos e boca colados. A informação foi dada com destaque, nesta quarta-feira (12), pelo portal de notícias G1.

O drama ocorreu nesta terça-feira (11) e apenas 24 horas depois ela já deu uma entrevista sobre o assunto. A situação acabou ocorrendo na famosa cidade de Campina Grande, no estado da Paraíba. Mesmo passado tanto tempo do seu drama, a grávida ainda tinha cola nos olhos. Na entrevista dada à afiliada da TV Globo na região, a jovem contou tudo o que ocorreu.

Publicidade
Publicidade

Jovem grávida sequestrada e que teve rosto colado na Paraíba diz que teve medo de ser morta

Segundo a grávida, ela nem mesmo desconfia quem teria cometido tal absurdo com ela. No entanto, as torturas jamais serão esquecidas. Passado o susto, a jovem fala em renascimento e confessa que teve medo de morrer.

Além disso, após ter os olhos colados, a paraibana ficou com o temor de nunca mais enxergar em sua vida. Ao conseguir se safar dos criminosos, a jovem mulher foi até um hospital, onde passou por diversos procedimentos, a fim de descolar a boca e os olhos.

Ao todo, em 24 horas, foram duas sessões em um hospital público da Paraíba para descolar os olhos. Apesar disso, ela ainda tem pelo menos 10% de cola em seus cílios.

Relatos de terror da grávida raptada na Paraíba

Na entrevista, a mulher contou ainda que o seu bebê, felizmente, não corre risco de morte.

Publicidade

Ela está no oitavo mês de gestação. O caso ocorreu assim que a mulher saía de casa. Ela tinha deixado a sua residência a fim de pegar medicamentos em um posto de saúde em um bairro vizinho.

No momento do atentado, estava chovendo e um carro de cor prateada apareceu. Foi quando tudo aconteceu. Três homens pararam e questionaram algo que a grávida não se lembra mais. Foi então que o grupo de rapazes teria pegado no cabelo da mulher e a jogado dentro do veículo. Em seguida, a tortura teve início.

Grávida lembra que protegeu barriga para salvar o bebê

Após as pancadarias começarem, a jovem começou a apanhar nas costas. Ela revela que tentou, ao máximo, proteger sua barriga e começou a chorar. A vítima disse que tudo isso ocorreu ao mesmo tempo e que apenas pensava na criança que espera, com medo dela morrer com tantos golpes.

O caso agora está sendo investigado pela polícia, que tenta entender quem teria mandado os homens agredirem a grávida, que chegou a ser jogada no meio do mato, antes de ser resgatada e levada ao hospital. #Crime #Violência #Investigação Criminal