Publicidade
Publicidade

Um homem foi preso pela polícia acusado de ter agredido a própria esposa na cidade de Pirenópolis, na região central de Goiás. O acusado de ter cometido o #Crime foi identificado como Elisomar Pereira da Silva, de 32 anos, que é mototaxista na localidade. Segundo a polícia, Elisomar torturou e espancou a esposa. Como se não bastasse a crueldade com a vítima, o sujeito ainda jogou pimenta na genitália da esposa. Segundo a polícia, o acusado mandou algumas fotos para conhecidos do casal

Ainda de acordo com a polícia, além das imagens, ainda existe um áudio em que o suspeito confessa o crime. No áudio, o acusado revela ter quebrado um facão nas costas da esposa, diz que ela "está de boa" e "quietinha" após as agressões.

Publicidade

A mulher, de 39 anos, que não teve o nome revelado, foi resgatada no sábado (22), na residência do irmão do suspeito. De acordo com a polícia, a vítima estava com vários ferimentos pelo corpo, na genitália e com um corte na coxa esquerda.

Conforme o delegado Ariel Oliveira, o homem estava sob efeito de drogas. Após o resgate, a mulher foi encaminhada a uma unidade médica da cidade, onde recebeu atendimento. Ariel relatou que, após a jovem receber alta hospitalar, ela foi para a residência de seus familiares.

Trabalho de investigação

Conforma informações da polícia, as investigações começaram na quarta-feira (19), após a polícia ter recebido denúncias relatando que uma mulher estava sendo mantida em cárcere privado pelo próprio esposo, no bairro Vila Cintra, em Pirenópolis. Segundo o delegado, no mesmo dia, a Polícia Civil do Distrito Federal também entrou em contado com a polícia de Pirenópolis, relatando que os familiares da vítima tinham feito uma queixa contra o acusado.

Publicidade

A Polícia Civil do DF também enviou fotos da vítima toda machucada e o áudio em que o homem confessa as agressões contra a vítima. Em seguida, os policiais se deslocaram até a casa da vítima, mas não conseguiram entrar na residência. Porém, na noite de quarta-feira, a polícia havia recebido uma ligação da própria mulher. Na ligação, a mulher relatou que estava tudo bem com ela.

Porém, na sexta-feira (21), os investigadores da polícia descobriram que ambos estavam na cidade de Anápolis, na casa de um irmão do acusado. O delegado relatou que o indivíduo havia fugido junto com a vítima ao perceber o movimento dos policiais. A vítima e o cunhado foram levados para a delegacia, mas ambos foram liberados logo após o depoimento. O acusado foi preso pouco tempo depois. #Investigação Criminal #Casos de polícia