Neste fim de semana, um vídeo feito por câmeras de segurança acabou sendo divulgado (pode ser visto ao final do artigo) e mostra o exato momento em que a travesti Natália Pimentel é atropelada por um dos seus clientes.

Aos 22 anos, Natália e sua amiga, também travesti, estavam em um ponto de prostituição de Várzea Grande, na capital do estado do Mato Grosso, a cidade de Cuiabá, quando o #Crime aconteceu.

Cliente atropela travesti após amiga dela negar sexo por apenas R$ 17

O condutor do veículo viu as duas travestis no ponto de prostituição e ofereceu à uma delas o valor de R$ 17 em troca de sexo. A moça achou muito pouco e disse não.

Publicidade
Publicidade

Revoltado, ele arrancou com o carro e atropelou a amiga da travesti que recusou o programa. Infelizmente, Natália teve morte cerebral e parada cardíaca, não resistindo aos ferimentos do atropelamento.

Vídeo mostra momento que homem atropela travesti em Cuiabá, no Mato Grosso

O suspeito do crime já foi ouvido, mas mesmo com o carro com várias avarias, acabou sendo liberado pelos policiais, que argumentaram ter falta de provas para manter o suspeito na cadeia. "Ele nega o crime", disse a polícia.

Após ser atropelada, a travesti Natália chegou a ser levada para um hospital, mas não resistiu e faleceu. No vídeo divulgado pela polícia, dá para ver o momento exato em que o carro atropela a vítima. A travesti é jogada à uma altura grande e ainda rola alguns metros pelo chão. O cliente, que teve o sexo negado, foi embora sem prestar socorro.

Publicidade

Suspeito nega ter atropelado travesti Natália e é liberado pela polícia

A amiga que recusou o programa com o atropelador de Natália lembrou que as duas apenas estavam trabalhando. Ela revelou que o cliente ficou furioso por ela não ter aceitado fazer sexo com ele.

A amiga chegou a subir na calçada, ao achar o homem estranho, mas a amiga dela não, quando aconteceu o atropelamento. Na delegacia, a travesti sobrevivente confessa que, ao conversar com o homem e não aceitar a quantia do programa, acabou dando um soco nele. Em seguida, ela deixou o veículo e foi para a calçada. O atropelador, então, pegou Natália em cheio.

Crime contra travesti Natália vai ficar impune?

O veículo foi analisado pela polícia através das câmeras de segurança e os investigadores chamaram um suspeito. O carro dele estava com avarias, mas o homem negou veementemente que tenha qualquer coisa a ver com o crime que matou Natália. A soltura dele acabou provocando revolta.

Veja abaixo o vídeo que mostra o homem que atropelou a travesti em Mato Grosso:

#investigação