Na tarde da última sexta-feira (30), uma mulher que estava prestes a ter um bebê foi mais uma vítima da violência. Claudineia dos Santos Melo, que tem 29 anos de idade, levou um tiro na barriga, na cidade de Duque de Caxias, no estado do Rio de Janeiro. #Grávida de nove meses, ela foi #baleada por disparos durante um confronto entre policiais e traficantes na Favela do Lixão, localizada na Baixada Fluminense.

A vítima foi levada às pressas para a emergência do hospital Moacyr do Carmo, onde foi realizada uma cesariana, na intenção de salvar a vida do bebê. A criança foi atingida no lóbulo da orelha e também no tórax. Segundo o laudo médico do hospital onde o bebê está internado, o recém-nascido respira por ajuda de aparelhos e permanece sedado.

Publicidade
Publicidade

O laudo foi divulgado pelo o Hospital Adão Pereira Nunes, em Duque de Caxias.

De acordo com o documento a que o "Extra" teve acesso, o estado de saúde da criança é considerado grave, mas estável. Ainda segundo o documento, o bebê está sedado, em ventilação mecânica e com um dreno bilateral no tórax. O laudo ainda confirma uma lesão na vértebra, bem na altura do tórax, que deixou a criança paraplégica. A informação foi confirmada pelo secretário de saúde da cidade de Duque de Caxias, José Carlos Oliveira.

A mãe, que ainda continua em observação no Hospital Dr. Moacyr Rodrigues, passa bem e seu estado de saúde é considerado estável. Já o pai do bebê afirmou ao jornal que, no momento, não está pensando em quem cometeu esse crime, pois está bastante preocupado com a saúde da esposa e do seu filho.

Publicidade

Klebson Cosme da Silva, que tem 27 anos, disse que o recém-nascido vai se chamar Arthur.

"A gente sabe como é viver na comunidade, mas não quero falar sobre isso. Prefiro não saber quem atirou, eu só quero que meu filho e minha esposa fiquem bem. Eu tenho fé que vai dar tudo certo", disse Klebson ao Extra.

Como aconteceu

Claudineia estava fazendo compras em um mercado na Favela do Lixão, quando começou o tiroteio e um dos disparos perfurou a barriga da mulher, que estava com 39 semanas de gestação. Ela foi encaminhada ao hospital e operada rapidamente. Os médicos tiraram a criança e logo viram que o bebê tinha sido #atingido nas costas, o que comoveu a equipe médica que realizava a cirurgia.

O bebê foi entubado e encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva, com um quadro de pneumotórax bilateral. Após realizados mais exames, os médicos diagnosticaram mais uma lesão na medula. Mas, o médicos estão confiantes no restabelecimento do pequeno Arthur, que se recupera no Hospital Estadual do Rio de Janeiro. A Polícia Militar da cidade de Duque de Caxias informou que, ao realizarem uma operação de combate ao tráfico da região, os policiais foram recebidos à bala, mas não revidaram ao ataque. Ainda segundo a PM, alguns moradores pediram para que eles socorressem Claudineia. Três pessoas foram detidas na operação.