Alguns mistérios podem intrigar a humanidade. Sem explicação, muitos fatos podem ser realmente incríveis. Em Minas Gerais, por exemplo, na cidade de Juatuba, um ser estranho está assustando a população local. Por enquanto, o bicho, que seria uma mistura de lobisomem com porco ou leão ainda não foi capturado. O que ele é está assustando muita gente. Tudo acontece em uma ponte, que serve também para a passagem do trem da cidade. Sempre as aparições do ser visto como sobrenatural acontecem de madrugada. Por enquanto ninguém conseguiu comprovar que tal fato é verdade, mas a Record TV chegou a fazer uma reportagem nessa semana sobre o tema, intrigando muitos telespectadores.

Publicidade
Publicidade

Os moradores da região colocaram o nome do ser de 'A Fera do Pontilhão'.

Conheça 'A Fera do Pontilhão', o ser que está levando o terror à uma cidade mineira

Não é a primeira vez que uma lenda assombra Minas Gerais. Pelo contrário, no estado, surgiram eventos como o ET de Varginha, que ganhou reportagens até mesmo no 'Fantástico', da TV Globo. Quem não lembra também do Chupa Cabra? Até mesmo lendas de lobisomem e Mula-sem-cabeça são comuns nas regiões. No entanto, 'A Fera do Pontilhão' é uma verdadeira novidade. De acordo com os que moram no local, a fera gosta de passar durante a noite na região. Em entrevista à Record TV, Sônia dos Anjos, que é uma historiadora sobre a região, conta que a lenda começou quando a linha férrea ainda estava sendo construída. Isso ocorreu há mais de cem anos.

Publicidade

Na época, a cidade era rodeada por muitas fazendas e as distâncias a serem percorridas eram grandes.

Trabalhadores morreram em local onde fera sobrenatural aparece

A historiadora conta que alguns trabalhadores, que participaram da construção da linha férrea, teria falecido na região da ponte. O ser logo não seria algo vivo, mas sim formado pelos espíritos desses homens que faleceram e decidiram aterrorizar a população local. A morte dos trabalhadores teria acontecido pelas condições muito ruins de higiene. Os moradores explicam que todo mundo que tenta atravessar a ponte de madrugada pode ser vítima desse ser. Muitos moradores já foram vítimas da assombração. No geral, primeiro passa um bicho, que se parece com um animal mesclado em forma de homem, algo semelhante ao lobisomem. Em seguida, os espíritos decidem surgir e fazer a festa.

A historiadora, que também mora na cidade, garante que, quando era criança, um vizinho dela foi atacado pela “Fera do Pontilhão”, que desapareceu apenas quando ele resolveu a se afastar da pequena ponte. #mistério #Crime