Segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde, o bebê, que foi baleado enquanto ainda estava na barriga da mãe, morreu neste domingo (30) por volta das 14h05. Durante a madrugada, Arthur teve uma piora em seu quadro clínico por conta de uma hemorragia digestiva intensa.

Em nota, além das informações referentes ao estado de saúde e morte do bebê, a Secretaria disse que lamentava a morte do pequeno Arthur Cosme de Melo e também ofereceu a sua solidariedade aos familiares do bebê.

Conforme informações publicadas pelo G1, o corpo será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), conforme procedimento padrão em caso de #Violência (vítima de perfuração por arma de fogo, como é o caso).

Publicidade
Publicidade

Entenda o Caso

Caludineia dos Santos Melo, estava grávida quando foi baleada no dia 30 de junho. O incidente aconteceu na Favela do Lixão. Infelizmente, o bebê que ainda estava na barriga da mãe, também foi atingido e Claudineia precisou passar por uma cesárea de emergência na tentativa de salvar Arthur, nome escolhido para o bebê que estava esperando. Na ocasião, ela foi levada ao Hospital Moacyr do Carmo. Logo depois, o bebê foi transferido para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, ficando internado lá até a data de hoje, quando infelizmente não resistiu e morreu em decorrência do tiro que o atingiu no dia 30 de junho.

O bebê havia sido atingido por dois tiros: o primeiro tiro acertou o peito do recém-nascido - a bala entrou pelo ombro direto atravessando o seu tórax. Em decorrência deste tiro o bebê sofreu um pneumotórax bilateral (entrada de ar dentro da pleura - que é a membrana que recobre os pulmões).

Publicidade

Já o segundo tiro, teve menor impacto ao estado de saúde do recém-nascido pois atingiu o lóbulo de uma das orelhas do Arthur.

Após o nascimento, através de uma cesárea de emergência, o menino passou por avaliações médicas que concluíram que, infelizmente, ele havia ficado paraplégico.

Segundo a Polícia [VIDEO], os tiros que atingiram a jovem Claudineia e o bebê, que ainda estava em sua barriga, partiram de traficantes. Conforme constatado durante a perícia, os disparos aconteceram de dentro para fora da Favela do Lixão localizada em Duque de Caxias.

Durante a perícia Claudineia, que felizmente sobreviveu ao tiro e está se recuperando, preferiu não participar da reconstituição, ela ainda está muito abalada com o que aconteceu e por isso foi substituída durante a representação. #Brasil