A bebida alcoólica é usada por muitas pessoas como meio de socialização com os amigos. Entretanto, muitos perdem o controle, abusando do consumo de álcool. Casos de embriaguez são muito comuns, mas podem trazer danos irreversíveis, caso a pessoa que faça uso desse tipo de substância dirija veículos sob o efeito do álcool. Foi o que aconteceu na cidade de Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul, nesta semana, quando uma motorista embriagada provocou a morte de uma jovem de 26 anos. A tragédia chocou os moradores do município, que fica na região do Vale dos Sinos e, agora, a família e os amigos da vítima pedem justiça.

Segundo informações da polícia, o acidente aconteceu na noite desta quinta-feira (20), quando a vítima, uma estudante do curso de Farmácia da Universidade Feevale, voltava para casa, após a aula.

Publicidade
Publicidade

O carro em que ela estava foi atingido em cheio por outro veículo, conduzido por uma motorista bêbada.

A vítima, identificada como Flávia do Carmo Marques de Lima, não suportou a gravidade dos ferimentos e acabou falecendo no local do acidente. Já o marido dela, Jeferson Wiederkher, que conduzia o veículo e a levava de volta para casa, ficou gravemente ferido e precisou ser hospitalizado.

O casal havia comemorado um ano de casamento no último dia 16 e se preparava para fazer uma viagem ao Canadá. No entanto, o sonho foi interrompido pelo acidente fatal.

Amigos e familiares pedem justiça

Os familiares da vítima ficaram muito tristes e, ao mesmo tempo, revoltados com a tragédia que se abateu sobre a vida dessa família. A mãe de Jeferson e sogra de Flávia, Marlise Trevisan, demonstrou indignação e clamou por justiça.

Publicidade

"Eu espero que tenha justiça; esse pessoal que fica dirigindo bêbado... tem que haver justiça neste Brasil, pelo amor de Deus", declarou Marlise Trevisan, ao portal G1.

A sogra de Flávia ficou desolada com a morte da nora, a quem considerava como filha. "Não tem explicação", afirmou Marilse, ao comentar sobre a morte da moça, a quem seu filho era muito unido.

Para ela, o acidente pôs fim a uma vida cheia de sonhos não só da nora como do casal. "Os planos deles se foram. Eles iam fazer a viagem tão sonhada deles", lamentou, aos prantos, em entrevista à RBS, afiliada da TV Globo.

Nas redes sociais, foram muitas manifestações lamentando a morte do casal e, principalmente, pessoas clamando por justiça.

Uma amiga do casal fez uma homenagem a Flávia no Facebook:

"Por causa de uma desvairada bêbada destrói uma família tão linda. Que Deus tenha pena desta mulher sem juízo", disse uma internauta. "Tá brincando... Que tristeza!!!!! Por causa de um ser sem limites.... Muito triste", lamentou outro.

Publicidade

Cenário de barbárie

O acidente transformou a esquina da avenida Victor Hugo Kunz com a rua Marquês de Souza em um verdadeiro cenário de barbárie, após a corretora de imóveis Nivana Miriam Melo da Silva, de 30 anos, ter atingido cinco veículos de uma vez.

Segundo a polícia, Nivana trafegava em alta velocidade e bateu em cinco veículos, que aguardavam o sinal abrir para que pudessem seguir adiante.

Ainda de acordo com a polícia, o impacto da batida foi tão grande que o carro em que Flávia e Jeferson estavam capotou, tendo ficado totalmente destruído.

Taxa de álcool 14 vezes acima do limite permitido

Após provocar o acidente fatal, a motorista do carro foi submetida ao teste do bafômetro, que acusou que os índices de álcool eram 14 vezes maiores do que o limite permitido. No carro dela ainda foi encontrada uma garrafa de cerveja.

Ainda conforme informações da polícia, a motorista, que foi presa em flagrante, havia acabado de sair de um posto de gasolina, onde bebeu com amigos para comemorar o bom resultado das vendas no trabalho.

Segundo a polícia, os dois amigos que estavam no carro com Nivana não sofreram ferimentos. A corretora de imóveis responderá pelo crime de homicídio doloso, quando há a intenção de matar, já que ela assumiu esse risco por ter dirigido alcoolizada. #avião #apreensão de cocaína #Investigação Criminal