A advogada Rosangela Maria Wolff de Quadros Moro, mulher do juiz responsável pela Operação Lava Jato, Sérgio Moro, comentou um pouco sobre o impacto da Operação mais famosa do Brasil na vida do casal. A entrevista foi concedida à revista Veja. Ela comentou que o sucesso da força-tarefa proporcionou assédio e um grande interesse das pessoas na privacidade do casal, o que ocasionou mudanças na rotina da família dela.

Rosangela só anda em carro blindado, possui seguranças particulares e está atenta com tudo a sua volta. Qualquer pessoa que se aproxima, deve se tomar um grande cuidado, já que a força-tarefa tem investigado criminosos poderosos que fariam de tudo para não perderem o poder e o dinheiro.

Publicidade
Publicidade

Em relação à sua vida de casada, que já soma dezoito anos junto com o magistrado, ela afirmou que a #Lava Jato não entra na sua casa. Quando Sérgio Moro leva alguns trabalhos para sua residência, ele entra em seu escritório e fica lá trancado sem envolver ninguém da família.

De acordo com ela, o juiz quando chega em casa se dedica à dar atenção para as duas crianças do casal. Geralmente, assistem filmes e curtem o final de semana sem tocar no assunto da Operação.

Situação inusitada

Questionada pela reportagem se sente ciúmes do juiz, Rosangela disse que fica bem tranquila em relação a isso. Ela ressaltou que Moro é bem certinho e nunca a desrespeitou. "Ele conta tudo pra mim", disse a advogada. Segundo ela, o juiz prega sempre bons exemplos e trabalha com a verdade.

Ela citou uma situação inusitada em um restaurante.

Publicidade

Moro recebeu um bilhete com o telefone de uma mulher. Estava escrito: "Me liga". Moro mostrou o bilhete e os dois começaram a rir. Pela confiança que a advogada tem no juiz, ela consegue se manter calma e tranquila diante desses fatos. Ela afirmou não se preocupar com isso, mas fica atenta.

Ao ser perguntada sobre quem manda na casa, Rosangela não pensou duas vezes e afirmou que lá as rédeas estão com ela.

Dificuldades

A mulher de Moro contou que aconteceu muitas coisas na vida dela depois que se casou com o juiz. Quando ele foi nomeado para trabalhar em Cascavel, no Paraná, ela teve que ir junto e acabou ficando longe de sua família. Até mesmo os seus clientes ela acabou perdendo. Ela afirma ter feito isso por amor.

De acordo com ela, eles ficavam isolados dentro de casa. O juiz recebia bastante convites de políticos, empresários, prefeitos, mas não aceitavam para não causar conflitos de interesse. #Sergio Moro